Brasília Após anúncio de Kassab, Pacheco desconversa sobre eleições de 2022

Após anúncio de Kassab, Pacheco desconversa sobre eleições de 2022

Aposta da legenda para concorrer à Presidência, senador disse que tem 'alguns limites em relação a essas abordagens'

  • Brasília | Augusto Fernandes, do R7, em Brasília

Rodrigo Pacheco participou de convenção do PSD neste sábado (23)

Rodrigo Pacheco participou de convenção do PSD neste sábado (23)

Reprodução/Instagram/PSDNacional55

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (MG), evitou se colocar como o candidato do PSD para a disputa das eleições à Presidência da República em 2022, após ser anunciado pelo presidente do partido, Gilberto Kassab, como o nome da legenda para concorrer ao Palácio do Planalto.

“Essa questão da candidatura em 2022, tenho uma condição de presidente do Senado, de presidente do Congresso, que me impõe alguns limites em relação a essas abordagens”, disse o senador à imprensa, na tarde deste sábado (23). 

Pacheco foi convidado para uma convenção do PSD no Rio de Janeiro um dia após confirmar que vai se filiar ao partido. Ao longo do evento, além de Kassab, vários políticos se referiram ao presidente do Senado como futuro presidente da República, entre eles o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD).

“Fico muito feliz e muito honrado com essa percepção que o prefeito Eduardo Paes e o presidente Gilberto Kassab têm sobre aquilo que podemos representar, mas, mais importante do que definir ou cravar uma candidatura, o mais importante é que tenhamos um consenso sobre a necessidade que o Brasil tem de pacificação e de resolver os problemas nacionais”, analisou Pacheco.

De todo modo, o senador elogiou o projeto do PSD para 2022. “Eles buscam construir uma alternativa e um partido político que seja propositivo e protagonista desta discussão nacional. É muito importante que tenhamos uma união nacional”, destacou.

Últimas