Brasília Balança comercial registra superávit recorde de US$ 7,7 bi

Balança comercial registra superávit recorde de US$ 7,7 bi

Média diária de agosto é 25,7% melhor do que a registrada no mesmo período do ano passado

  • Brasília | Emerson Fraga, do R7, em Brasília

Foto: Focke Strangmann/EFE/EPA

A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 7,7 bilhões em agosto deste ano, segundo informações divulgadas pelo Ministério da Economia nesta quarta-feira (1). O número é o maior da série histórica, que começou em 1989.

O superávit comercial ocorre quando são registradas mais exportações do que importações. Quando ocorre o contrário, há o chamado deficit comercial.

Até agosto, o superávit acumulado chega a US$ 52 bilhões. A média diária, de acordo com os dados do governo federal, é 45,7% melhor do que a registrada no mesmo período do ano passado.

O total de exportações foi de US$ 27,2 bilhões em agosto de 2021, com alta de 49,2% na média diária em relação ao mesmo período do ano passado.

As importações também cresceram e registraram uma alta média de 61,1% em comparação com o mesmo mês do ano passado, elas totalizaram US$ 19,5 bilhões.

Os setores econômicos que mais se destacaram em relação ao mesmo período do ano passado foram a indústria extrativista (crescimento de 262,4%), a indústria de transformação (+57,1%) e a agropecuária (+26,7%).

Previsão para o ano

A previsão do Ministério da Economia é que a balança comercial tenha um superávit total de US$ 105,3 bilhões em 2021. O governo acredita que as exportações cheguem a US$ 307,5 bilhões, ultrapassando a marca de US$ 300 bilhões pela primeira vez na série histórica. Já as importações devem somar US$ 202,2 bilhões, o que geraria um saldo positivo de US$ 105,3 bilhões, 106,88% maior do que o resultado de 2020, que fechou em US$ 50,9 bilhões.

Últimas