Balanço Geral DF Empresário conta versão sobre a agressão ao motoboy em Samambaia (DF)

Empresário conta versão sobre a agressão ao motoboy em Samambaia (DF)

Ele disse que o entregador o ameaçou por meio de áudios do aplicativo de celular   

Maxwel Marinho, dono do estabelecimento envolvido no caso de agressão ao motoboy em Samambaia (DF), contou que ficou acertado entre ele e o entregador que faria um PIX de R$ 42 reais pelo serviço, mas como o motoboy quebrou a máquina de cartão de crédito, não precisava mais fazer o pagamento. Segundo o empresário, o entregador o ameaçou por meio de áudios do celular.  “A gente combinou de se encontrar, só que ele levou um comparsa. Ele não contava que tinha um amigo meu. Eles vieram para me agredir, com um capacete na mão e não houve conversa. Quando meu amigo saiu da distribuidora e viu que eles já vieram para me agredir, ele agrediu os dois", disse.

SAIBA MAIS 

MORADOR DE RUA PEDE DESCULPAS POR TER EXPOSTO INTIMIDADE DE MULHER
JUSTIÇA NEGA INDENIZAÇÃO A GUARDADOR DE CARRO POR QUEDA DE VIADUTO EM BRASÍLIA

Últimas