Balanço Geral DF Julgamento do caso Quezado está sem data para ocorrer 

Julgamento do caso Quezado está sem data para ocorrer 

O sargento Daniel Quezado foi assassinado por sua mulher há quase seis anos 

O julgamento do júri popular do caso do sargento Daniel Quezado estava marcado para última quarta-feira (6), mas foi adiado por tempo indeterminado. Segundo investigações da polícia, o policial militar foi morto pela própria mulher, a também policial Mirtes Gomes Amaro. A polícia responde em liberdade e continua trabalhando no Instituto de Medicina Legal (IML).

Últimas