Balanço Geral Manhã DF Caso Ana Rita: julgamento dos acusados de matar jovem de 20 anos, por engano, deve durar até esta quinta-feira (21)

Caso Ana Rita: julgamento dos acusados de matar jovem de 20 anos, por engano, deve durar até esta quinta-feira (21)

Segundo investigações da polícia, o mandante do crime é o ex-companheiro da mãe, Yuri Tavares de Brito

O júri popular do caso Ana Rita começou nesta terça-feira (19).  A previsão é que o julgamento, de seis homens, dure cerca de 3 dias. Em 2016, Ana Rita Graziela Silva  foi confundida com a mãe, Gilvana Teles, e morreu assassinada.  O ex-companheiro de sua mãe, o empresário Yuri Tavares de Brito, mandou matar Gilvana, por não concordar com a partilha dos bens.

Últimas