Balanço Geral Manhã DF Caso Quezado: júri popular é cancelado e família da vítima não se conforma

Caso Quezado: júri popular é cancelado e família da vítima não se conforma

O policial militar foi morto há cinco anos atrás e a principal suspeita é a viúva, que é policial civil

O julgamento do júri popular do caso do sargento Daniel Quezado estava marcado para última quarta-feira (6), mas foi adiado por tempo indeterminado. Segundo investigações da polícia, o policial militar foi morto pela própria mulher, a também policial Mirtes Gomes Amaro. A polícia responde em liberdade e continua trabalhando no Instituto de Medicina Legal (IML).

Últimas