Balanço Geral Manhã DF Justiça decide que Marinésio dos Santos deve permanecer preso

Justiça decide que Marinésio dos Santos deve permanecer preso

Marinésio cumpre pena pelo assassinato de advogada e responde por outro feminicídio

O TJDFT (Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios) decidiu manter a prisão provisória de Marinésio Olinto, condenado por ter assassinado a advogada Letícia Sousa Curado Melo, em 2019. Letícia era funcionária do MEC (Ministério da Educação) e foi morta em agosto de 2019.

Além do feminicídio de Letícia, Marinésio foi condenado por importunação sexual contra duas jovens e é acusado de outro feminicídio. O julgamento está marcado para 6 de maio.

SAIBA MAIS: 

Justiça mantém prisão do 'maníaco em série' Marinésio

Semana começa com 334 vagas de emprego no DF; confira

Dono do prédio que desabou no DF quer pagar R$ 5 mil de indenização

Últimas