Brasília Beto Simonetti toma posse como presidente nacional da OAB

Beto Simonetti toma posse como presidente nacional da OAB

Ao lado de quatro conselheiros federais, o advogado criminalista substitui Felipe Santa Cruz e fica no cargo até janeiro de 2025

  • Brasília | Priscila Mendes, do R7, em Brasília

Beto Simonneti fez um discurso durante a posse como presidente nacional da OAB

Beto Simonneti fez um discurso durante a posse como presidente nacional da OAB

Reprodução/internet

O advogado criminalista José Alberto Simonetti, de 43 anos, tomou posse nesta terça-feira (1º) como o novo presidente nacional da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil). Ele substitui Felipe Santa Cruz e tem mandato até janeiro de 2025.


Durante solenidade realizada na sede da OAB, em Brasília, Simonetti ressaltou que é uma grande responsabilidade presidir a ordem que hoje representa mais de 1,2 mil advogados em todo o país. “Espero que façamos embates construtivos de forma frontal, mas de forma respeitosa. Quem ganha é a sociedade brasileira", disse. 

Na presença do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, e do agora ex-presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, o advogado destacou as conquistas da entidade como a implementação da paridade de gênero e das cotas raciais e o avanço da criminalização às violações das prerrogativas profissionais.

Simonetti fez questão de enaltercer o protagonismo da advocacia no país, especialmente no período de pandemia. Segundo ele, isso aconteceu graças a ações da OAB que cobraram do governo mais agilidade na compra das vacinas e contribuíram para a rejeição do negacionismo. "O que vale para nós é a vida."

O discurso do presidente nacional apontou ainda os principais projetos que serão trabalhados pela nova gestão. Um deles é a disponibilização de postos de trabalho em escritórios compartilhados. A ideia é oferecer mobiliário, equipamento e conforto para que os advogados possam exercer a profissão.

O combate às fake news durante as eleições e a luta pela liberdade de imprensa e de expressão também farão parte da missão do novo comando da ordem. “A OAB é protagonista na história deste país, principalmente pela preservação da Constituição Federal. Vamos combater para que a tirania e ações autoritárias não triunfem”, completou.

Sob nova direção

O Conselho Federal da Ordem elegeu José Alberto Simonetti na última segunda-feira (31). A chapa OAB Portas Abertas recebeu 77 votos, contra um nulo e dois em branco. Conselheiro federal da OAB pelo Amazonas, Simonetti é o segundo jurista do estado a ser eleito presidente. O primeiro foi Bernardo Cabral.

Pela primeira vez, duas mulheres integram a diretoria da entidade. A conselheira eleita pelo Espírito Santo, Sayury Otoni, é a nova secretária-geral. Milena Gama, conselheira federal eleita pelo Rio Grande do Norte, será a secretária-geral-adjunta.

Rafael Horn, de Santa Catarina, assume a vice-presidência, e Leonardo Campos, do Mato Grosso, é o novo diretor-tesoureiro.

Carreira jurídica

Conhecido como Beto Simonetti desde que começou na profissão de advogado, em 2001, o atual presidente da OAB exercia a função de secretário-geral da ordem. A chapa vencedora foi registrada com o apoio de 26 seccionais. O principal requisito para qualquer advogado do país disputar a eleição nacional é ter o apoio de pelo menos seis seccionais estaduais.

Simonetti é advogado criminalista e tem pós-graduação em direito penal e em processo penal pela Ufam (Universidade Federal do Amazonas). O pai dele, Alberto Simonetti Cabral Filho, foi quatro vezes presidente da seccional da OAB no Amazonas.

Em seu quarto mandato como conselheiro federal da OAB pelo Amazonas, Beto Simonetti foi reeleito em novembro de 2021 para começar o quinto mandato neste ano. Ele já foi diretor-geral da Escola Nacional da Advocacia, corregedor-geral adjunto, ouvidor-geral do sistema OAB e secretário-geral do Conselho Federal. Também atuou, dentro da OAB nacional, pela aprovação do projeto que se tornaria a Lei de Abuso de Autoridade.

Últimas