Brasília Bolsonaro defende criação de tilápias no lago da usina de Itaipu

Bolsonaro defende criação de tilápias no lago da usina de Itaipu

Chefe do Executivo se reuniu em Brasília, nesta quarta-feira (24), com Mario Abdo Benítez, presidente do Paraguai

  • Brasília | Plínio Aguiar, do R7

Mario Abdo Benítez, presidente do Paraguai, ao lado de Jair Bolsonaro

Mario Abdo Benítez, presidente do Paraguai, ao lado de Jair Bolsonaro

Wilson Dias/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro se reuniu nesta quarta-feira (24) com Mario Abdo Benítez, presidente do Paraguai, no Palácio do Planalto, em Brasília. No encontro, os chefes discutiram a relação entre Brasil e Paraguai e projetos de diversos temas, entre eles a criação de tilápias no lago da Usina Hidrelétrica de Itaipu, administrada por ambas as nações. O projeto, no entanto, precisa de aprovação do Parlamento do país vizinho.

“Estaremos concluindo a segunda ponte com o Paraguai em meados do ano que vem. Também, nos próximos dias, estaremos em Carmelo Peralta, Porto Murtinho, assinando a segunda ordem de serviço da terceira ponte com o Paraguai. Veio o senhor presidente da nação amiga tratar do anexo C de Itaipu binacional”, afirmou Bolsonaro em coletiva de imprensa.

“Demos mais um passo para a criação de tilápias no lago do Itaipu. Isso passa pelo Parlamento do Paraguai, e há uma enorme boa vontade por parte do governo local, aqui presente, porque é muito bom para os nossos países. Caso isso se concretize, o Brasil crescerá em 40% da sua quantidade de pescado”, complementou.

A criação de tilápias foi alvo de uma reunião entre os ministros Tereza Cristina (Agricultura) e Denis Lichi (Agricultura do Paraguai) em julho de 2019. O encontro ocorreu em Assunção e, na ocasião, o secretário da Pesca, Jorge Seif, disse que o governo paraguaio deveria alterar a legislação para permitir a criação dos peixes.

O crime organizado também foi discutido no encontro desta quarta-feira entre Bolsonaro e Benítez. “O Paraguai tem nos ajudado e muito nessa questão. Inauguramos há pouco mais um radar, em Ponta Porã, e basicamente toda a nossa fronteira está blindada com esse radar”, comentou o presidente brasileiro.

Bolsonaro avalia que a relação com o Paraguai vai ficar cada vez melhor. “Sentimos e somos solidários aos problemas econômicos que, porventura, ocorrem no Paraguai. Sabemos que o nosso relacionamento não é apenas comercial, é político e afetivo”, disse.

Participaram ainda do encontro no Palácio do Planalto os ministros Carlos França (Relações Exteriores) e Bento Albuquerque (Minas e Energia). De acordo com a agenda de Bolsonaro, a reunião demorou cerca de uma hora e meia.

Últimas