Brasília Bolsonaro diz que secretaria do Esporte merece status de ministério

Bolsonaro diz que secretaria do Esporte merece status de ministério

Pasta é comandada por Marcelo Reis Magalhães e está lotada na Cidadania; declaração ocorreu em cerimônia no Palácio do Planalto

  • Brasília | Plínio Aguiar, do R7, em Brasília

O presidente Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro

Isac Nóbrega / PR /22.02.2022

Após ser eleito com a promessa de enxugar a máquina pública, o presidente Jair Bolsonaro afirmou, nesta quarta-feira (23), que a Secretaria Especial do Esporte, comandada por Marcelo Reis Magalhães, merece o status de ministério. Atualmente, a pasta está lotada no Ministério da Cidadania. 

A declaração ocorreu durante cerimônia realizada no Palácio do Planalto, em Brasília. Bolsonaro falava sobre sua história com Magalhães, iniciada no Rio de Janeiro quando ainda eram jovens. Em seguida, comentou sobre a secretaria do Esporte.

"É ainda uma secretária, que deixou de ser ministério, e eu confesso: tem certas coisas que a gente só toma pé depois que chega lá. E a secretaria do Esporte realmente merece o status de ministério, até pelo tamanho do Brasil", disse o presidente.

"Até pela sua população, chegando na casa de 220 milhões de habitantes. Vemos países que têm 10%, 5% dessa quantidade de habitantes, e é uma potência no esporte", completou.

O mandatário destacou que o esporte não deve servir como instrumento político, mas, sim, "para integrar, fazer com que a juventude, cada vez mais, se interesse por."

Mais cedo, ainda no evento, Bolsonaro sussurrou no ouvido do atleta de alta performance André Domingos, especializado em provas de curta distância e dono de duas medalhas olímpicas, que discursava na cerimônia. Na sequência, Domingos disse: "Uma mosquinha acabou de buzinar aqui no meu ouvido que o Marcelo está merecendo virar ministro. Eu também acho."

O chefe do Executivo assinou o projeto de lei que institui o PND (Plano Nacional do Desporto), antiga reivindicação da comunidade esportiva. O texto será enviado, agora, para apreciação do Congresso Nacional.

De acordo com o governo, o PND estabelece uma atuação conjunta e colaborativa da União, dos estados e dos municípios, além de outros entes públicos e privados, com uma definição de metas e indicadores.

O texto é regido por cinco princípios: a autonomia das entidades que compõem o Sistema Nacional do Desporto na organização do esporte nacional; a garantia de acesso ao esporte enquanto direito social; a valorização da prática esportiva para o desenvolvimento integral do ser humano; a colaboração entre agentes públicos e privados para o desenvolvimento do esporte e a ética e o jogo limpo em todas as formas de manifestação esportiva.

Além disso, o PND tem o intuito de promover o futebol masculino e feminino, amador e profissional, e garantir a ética e a defesa dos direitos dos atletas ao jogo limpo por meio da implementação da Política Nacional Antidopagem.

Últimas