Brasília Bolsonaro diz que vai suspender revogações de luto oficial

Bolsonaro diz que vai suspender revogações de luto oficial

Pelas redes, o presidente disse que 'por apelo popular' tornará sem efeito 122 revogações de luto oficial, sendo 25 feitas por ele

  • Brasília | Mariana Londres, do R7, em Brasília

Bolsonaro diz que vai suspender revogações de luto oficial

Bolsonaro diz que vai suspender revogações de luto oficial

Adriano Machado/Reuters - 28.01.2022

O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse neste sábado (29) em sua conta no Facebook que vai tornar sem efeito a própria decisão de revogar 25 decretos de luto oficial, assim como a decisão de outros presidentes que também revogaram luto oficial em suas gestões. 

Ao justificar o recuo, Bolsonaro disse que tomou a decisão devido "ao apelo popular para que os decretos permanecessem vigentes, em respeito à história e à memória dos falecidos".

Bolsonaro justificou que até hoje 122 decretos de luto foram revogados na história do país, dos quais 25 em seu governo. O presidente argumentou que as medidas tiveram amparo legal na lei complementar 95, de 1998, e no decreto 9.191/2017.

O presidente é criticado por não decretar luto oficial de algumas personalidades queridas pelos brasileiros, como a cantora Elza Soares, morta no último dia 20. Mas, por sua vez, de decretar luto de pessoas próximas.

Ele recentemente decretou luto oficial de um dia pela morte do guru bolsonarista Olavo de Carvalho. Ex-ministros do atual governo, como Abraham Weintraub (Educação) e Ernesto Araújo (Relações Exteriores), além de um dos filhos do presidente, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), foram alunos de Carvalho.

Últimas