Brasília Bolsonaro diz 'torcer pela paz' na relação entre Rússia e Ucrânia

Bolsonaro diz 'torcer pela paz' na relação entre Rússia e Ucrânia

Presidente embarca no final da tarde desta segunda ao país comandado por Vladimir Putin e que vive tensão com nação vizinha

  • Brasília | Plínio Aguiar, do R7, em Brasília

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, nesta segunda-feira (14), que "torce pela paz" na relação entre a Rússia e a Ucrânia. O mandatário embarca no final desta tarde para o país comandado por Vladimir Putin. A viagem presidencial ocorre em meio à tensão entre os dois países e o risco iminente de invasão russa.

"A gravidade da Rússia, sabendo do momento difícil que existe naquela região, temos negócios com eles, comerciais, e, em grande parte, nosso agronegócio depende dos fertilizantes deles. Temos assuntos para tratar sobre defesa, energia, muita coisa para tratar. E o Brasil é um país soberano. Vamos torcer pela paz lá, para que dê tudo certo", afirmou Bolsonaro durante conversa com apoiadores, no Palácio do Alvorada, em Brasília.

O voo de Bolsonaro com destino a Moscou deve sair da Base Aérea de Brasília por volta de 18h, com tempo de duração estimado em aproximadamente 20 horas.

Mesmo ciente dos riscos da viagem em razão dos conflitos que envolvem os dois países, Bolsonaro decidiu manter a ida à Rússia para atender a um convite feito por Putin. "A gente quer a paz, mas tem que entender que todo mundo é ser humano. Vamos torcer. Se depender de uma palavra minha, o mundo teria paz", destacou o mandatário.

Devem viajar com Bolsonaro os ministros das Relações Exteriores, Carlos França; do GSI (Gabinete de Segurança Institucional), Augusto Heleno; da Defesa, Walter Braga Netto; e da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres. Após os compromissos em território russo, o presidente estuda visitar a Hungria para encontrar o primeiro-ministro Viktor Orbán.

O presidente Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro

Estevam Costa/PR

Últimas