STF

Brasília Bolsonaro recebe André Mendonça e assina nomeação

Bolsonaro recebe André Mendonça e assina nomeação

Durante encontro, novo ministro do Supremo agradeceu ao presidente pela indicação

  • Brasília | Renato Souza, do R7, em Brasília

André Mendonça (ao centro) com o vice-presidente Mourão e o presidente Bolsonaro

André Mendonça (ao centro) com o vice-presidente Mourão e o presidente Bolsonaro

reprodução

O presidente Jair Bolsonaro assinou nesta quinta-feira (2) a nomeação para o STF (Supremo Tribunal Federal) do ex-advogado da União André Mendonça, aprovada pelo Senado ontem. A posse do novo ministro está prevista para o próximo dia 16, na sede do tribunal, em Brasília. No encontro realizado no Palácio do Planalto, Mendonça agradeceu ao chefe do Executivo.

"Certamente é uma das assinaturas mais importantes. Uma missão confiada a mim através dos votos por ele (Bolsonaro) recebidos e por acreditar no meu potencial para ajudar nosso país e com o respeito firmado pelo Senado Federal. Que Deus abençôe nosso país", disse Mendonça. Também esteve presente ao ato o vice-presidente, Hamilton Mourão.

Mendonça chega ao Supremo para substituir o ex-ministro Marco Aurélio Mello, que se aposentou após alcançar a idade máxima de 75 anos para ficar no posto. Mendonça, que é pastor evangélico, vai ocupar a Segunda Turma da Corte, e deve ser o relator de casos como o bloqueio de seguidores nas redes sociais pelo presidente Jair Bolsonaro, além de ações sobre o combate a queimadas na Amazônia.

O novo magistrado também vai relatar inquéritos abertos contra o presidente da Câmara, Arthur Lira, acusado de corrupção passiva. Ele herdou processos que estavam no gabinete do antecessor. O indicado pelo presidente Jair Bolsonaro tem boa aceitação entre os colegas.

Últimas