Inflação

Brasília Bolsonaro vai a Campos de Jordão para Convenção de Comércio

Bolsonaro vai a Campos de Jordão para Convenção de Comércio

Presidente segue em intensa agenda de viagens pelo país; em duas cidades, ele participou de motociatas a caminho de eventos 

  • Brasília | Carlos Eduardo Bafutto, do R7, em Brasília

Presidente Jair Bolsonaro

Presidente Jair Bolsonaro

Flipar

O presidente Jair Bolsonaro (PL) estará em Campos do Jordão (SP) nesta sexta-feira (13) para participar da cerimônia de abertura de uma convenção de comércio lojista. O evento é organizado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pela Federação das Câmaras de Dirigentes Logistas do Estado de São Paulo (FCDL-SP). 

Em ano de eleições, o presidente segue em intensa agenda de viagens pelo país. Na quinta-feira (12) ele esteve em Pariquera-Açu (SP) onde visitou uma feira de bananicultura, promovida pela Associação dos Bananicultores do Vale do Ribeira (Abavar). Antes da feira de produtores de banana, Bolsonaro participou de uma motociata em Pariquera-Açu. Um vídeo do momento foi publicado nas redes sociais pelo tenente Mosart Aragão, assessor especial do presidente. 

No evento, Bolsonaro reconheceu a alta da inflação no país, que superou 12% e é a maior dos últimos 19 anos. "[A alta da] inflação [está] generalizada no mundo todo, e o Brasil é um país que está tendo inflação, aumento de combustíveis. Sei disso e assumo a minha responsabilidade. Mas isso se faz presente no mundo todo. O Brasil, nesse quesito, é um dos países que menos estão sofrendo com a questão da inflação. Trabalhamos duro nessa questão", afirmou.

Na quarta-feira (11), Bolsonaro esteve em Maringá (PR) para participar da abertura da Expoingá. Na cidade paranaense, o presidente conduziu outra motociata do aeroporto até o local da exposição agropecuária. No evento, ele voltou a fazer críticas ao sistema eleitoral brasileiro. O presidente disse não temer o resultado das eleições presidenciais deste ano e destacou que o governo não aceita provocações, sem especificar os autores e quais são as ofensas.

"A vontade de vocês tem que prevalecer. E todo o meu ministério está empenhado em defender a nossa Constituição e a nossa liberdade. Todos têm que jogar dentro das quatro linhas. Nós não tememos resultado de eleições limpas, nós queremos eleições transparentes, como a grande maioria ou, porque não dizer, a totalidade de seu povo", discursou. 

Bolsonaro também disse que o Brasil é um "país abençoado", diante da alta registrada nos preços dos combustíveis e em alimentos e a inflação. "Apesar de a inflação estar alta no Brasil, bem como a questão dos combustíveis, na nossa terra os efeitos são menores", disse.

De acordo com dados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA) divulgados pelo IBGE na quarta-feira (11), a inflação oficial de preços no Brasil alcançou 12,13% no acumulado dos últimos 12 meses. Trata-se do maior nível para o período de um ano desde outubro de 2003, quando o índice apresentava alta de 13,98% na mesma base de comparação.

Últimas