Brasília Brasil recebe dois novos caças Gripen fabricados na Suécia

Brasil recebe dois novos caças Gripen fabricados na Suécia

Modelos integram um lote de 36 aeronaves e renovam a frota da Força Aérea 

  • Brasília | Renato Souza, do R7, em Brasília

Gripen: batismo na Base de Santa Cruz, no Rio de Janeiro

Gripen: batismo na Base de Santa Cruz, no Rio de Janeiro

Major Bombonato / 1º GDA

Chegaram ao Brasil neste domingo (25) dois caças Gripen NG, conhecidos como F-39, que vão reforçar a frota da Força Aérea Brasileira (FAB). As aeronaves fazem parte de um lote com 36 unidades que foram compradas pelo país e estão sendo fabricadas na Suécia.

Com a chegada das novas unidades neste domingo, o país passa a contar com quatro aviões de caça Gripen, sendo que um quinto está sendo usado para testes pela Embraer. Os modelos estão entre os mais modernos do mundo, com alto poder de persuasão contra invasores do espaço aéreo e elevado desempenho de combate em conflitos aéreos. 

Os dois caças foram trazidos por um navio de origem holandesa, que atracou no Porto de Navegantes, em Santa Catarina. Os aviões serão transportados para a sede da Embraer Defesa e Segurança, no interior de São Paulo. Na região também fica a sede no Brasil da Saab, fabricante das aeronaves. 

Em São Paulo, os caças passam por testes e outras avaliações, sendo preparados para entrar em operação. A compra dos aviões ocorreu em 2014, ao custo de 4,5 bilhões de dólares (R$ 23 bilhões), e prevê a transferência de tecnologia, com a construção de parte das unidades do lote sendo realizada em território brasileiro. 

A previsão inicial, se não houver atrasos, é que os 36 modelos comprados estejam em poder da Força Aérea até 2024. Existem negociações em andamento para a compra de outras 26 aeronaves do mesmo tipo. 

Últimas