Eleições 2022

Brasília Cameli lidera disputa pelo governo do Acre, aponta pesquisa Real Time

Cameli lidera disputa pelo governo do Acre, aponta pesquisa Real Time

Atual governador, do PP, está à frente de Mara Rocha (MDB) e de Sérgio Petecão (PSD), que aparecem tecnicamente empatados

  • Brasília | Hellen Leite, do R7, em Brasília

Governador do Adcre, Gladson Cameli (PP) lidera pesquisa estimulada e espontânea
Governador do Adcre, Gladson Cameli (PP) lidera pesquisa estimulada e espontânea Agência Acre/Divulgação

Pesquisa Real Time Big Data divulgada nesta terça-feira (7) aponta que a reeleição de Gladson Cameli (PP) para o governo do Acre está com 41% das intenções de voto. Em seguida aparecem Mara Rocha (MDB), com 17% das citações; Sérgio Petecão (PSD), com 14%; e Jenilson Leite (PSB), com 11%. Os valores são da pesquisa estimulada, quando os participantes são apresentados em uma lista de candidatos.

Gladson também aparece na frente na pesquisa espontânea – quando os nomes dos candidatos não são apontados –, com 26% das intenções de voto. Mara Rocha, Sérgio Petecão e Jenilson Rocha empatam com 4% das intenções de voto cada um. Confira:

Pesquisa estimulada - governo do Acre
Gladson Cameli (PP): 41%
Mara Rocha (MDB): 17%
Sérgio Petecão (PSD): 14%
Jenilson Leite (PSB): 11%
Nilson Euclides (Psol): 0%
David Hall (Avante): 0%
Branco/Nulo: 9%
Não sabem/Não responderam: 8%

Pesquisa espontânea - governo do Acre
Gladson Cameli (PP): 26%
Mara Rocha (MDB): 4%
Sérgio Petecão (PSD): 4%
Jenilson Leite (PSB): 4%
Jorge Viana (PT): 3%
Marcos Alexandre (PT): 2%%
Márcio Bittar (União): 1%
Branco/Nulo: 17%
Não sabem/Não responderam: 39%

O levantamento revela ainda que o governo de Cameli é avaliado como ótimo ou bom por 56% dos entrevistados. Para 13%, o governo é regular, e outros 21% o consideram ruim ou péssimo. No cenário que avaliou a possibilidade de voto nos candidatos, 36% dos entrevistados disseram que votariam com certeza no atual governador, 30% que poderia votar, 6% que dificilmente votaria, 25% respondeu que não votaria e 3% afirmaram que não conhece o suficiente para opinar.

O maior índice de rejeição na pesquisa é de Jorge Viana (PT): 42% dos entrevistados responderam que não votariam no petista. Em seguida no índice de rejeição aparecem Mara Rocha (40%) e Marcus Alexandre (38%).

Disputa pelo Senado

Já a disputa ao Senado mostra um cenário mais acirrado, com Jorge Viana (PT) ligeiramente à frente de Alan Rick (União Brasil), com 24% e 17% das intenções de voto, respectivamente. Em seguida, aparecem os nomes de Márcio Bittar (PL), com 15%; Jéssica Sales (MDB), com 14%; Maílza Gomes (PP), com 5%; Vanda Milani (Pros), com 3%; e Sanderson Moura (Psol), com 1%. Brancos e nulos somam 12%, não souberam ou não quiseram responder foram 9%. Confira os resultados em dois cenários:

Pesquisa Senador - Cenário estimulado 1
Jorge Viana (PT): 24%
Alan Rick (União): 17%
Márcio Bittar (PL): 15%
Jéssica Sales (MDB): 14%
Maílza Gomes (PP): 5%
Vanda Milani (Pros): 3%
Sanderson Moura (Psol): 1%
Branco/Nulo: 12%
Não sabem/Não responderam: 8%

Pesquisa Senador - Cenário estimulado 2
Jorge Viana (PT): 25%
Alan Rick (União): 20%
Jéssica Sales (MDB): 20%
Maílza Gomes (PP): 6%
Vanda Milani (Pros): 4%
Sanderson Moura (Psol): 1%
Branco/Nulo: 13%
Não sabem/Não responderam: 11%

O instituto ouviu 1.500 pessoas entre os dias 4 e 6 de junho em 13 municípios do Acre. A margem de erro do levantamento, registrado no Tribunal Superior Eleitoral sob o número AC04884/2022, é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança da pesquisa é de 95% – o que significa que, se levarmos em consideração a margem de erro, a probabilidade de o resultado da pesquisa retratar a realidade é de 95%. 

Últimas