Brasília Chanceler brasileiro se reúne com secretário de Estado dos EUA

Chanceler brasileiro se reúne com secretário de Estado dos EUA

Carlos França conversou com Antony Blinker em Nova York, sobre economia, mudanças climáticas e a luta contra a Covid-19

  • Brasília | Lucas Nanini, do R7, em Brasília

Resumindo a Notícia

  • O chanceler Carlos França se reuniu nessa terça com o secretário de Estado Antony Blinken, dos EUA
  • Os dois conversaram sobre economia, mudanças climáticas e pandemia
  • Encontro aconteceu em Nova York, onde acontece a Assembleia Geral da ONU
  • Blinker mencionou luta contra a Covid-19 e agradeceu ao Brasil pelo apoio
O ministro das relações Exteriores, Carlos França, e o secretário de Estados dos EUA, Antony Blinken

O ministro das relações Exteriores, Carlos França, e o secretário de Estados dos EUA, Antony Blinken

Reprodução/Twitter

O ministro das Relações Exteriores, Carlos França, se encontrou com o secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, nessa terça-feira (21), em Nova York. Eles conversaram sobre cooperação entre os Estados Unidos e o Brasil, incluindo questões sobre economia, mudanças climáticas e a pandemia de Covid-19.

Pelo Twitter, Blinken falou sobre o compromisso dos Estados Unidos na luta contra o coronavírus e em seguida agradeceu ao ministro França pelo apoio do Brasil sobre a abordagem da migração regional.

O Itamaraty também usou a rede social para falar sobre o encontro. “Hoje, em Nova York, o Ministro Carlos França reuniu-se, pela segunda vez, com o Secretário de Estado dos EUA, @SecBlinken. Os chanceleres deram mais um passo no reforço da parceria Brasil-Estados Unidos, aliança que gera benefícios concretos aos cidadãos dos dois países.”

Carlos França esteve em Nova York acompanhando o presidente Jair Bolsonaro e sua comitiva durante participação na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), que aconteceu também na terça. 

Por telefone
A última conversa entre Blinken e França havia sido por telefone, em junho último. Segundo o Ministério de Relações Exteriores, na ocasião, eles falaram sobre o compromisso dos EUA e do Brasil em construir uma parceria estratégica de longo prazo, baseada em interesses comuns em áreas como prosperidade econômica, segurança, meio ambiente e democracia. 

Foram discutidas as metas de Bolsonaro para alcançar neutralidade de carbono até 2050, duplo financiamento para eliminar o desmatamento ilegal até 2030 e a necessidade de sustentar essas metas com passos concretos de implementação a curto prazo.

Últimas