Brasília Chef de cozinha morto em briga na Feira do Guará é enterrado

Chef de cozinha morto em briga na Feira do Guará é enterrado

Ricardo Menezes Silva, de 40 anos, morreu após levar soco e chute por desentendimento sobre celular 

  • Brasília | Bruna Lima, do R7, em Brasília

Ricardo Menezes morreu após levar um soco, na Feira do Guará

Ricardo Menezes morreu após levar um soco, na Feira do Guará

Reprodução

O chef de cozinha Ricardo Menezes Silva, de 40 anos, morto em uma briga na Feira do Guará, foi enterrado na tarde deste domingo (7), no Cemitério Campo da Esperança, na Asa Sul. Ele morreu no sábado (6) após ser atingido por um soco pelo próprio amigo. Os dois bebiam juntos em um quiosque na área externa da feira quando começaram a discutir por causa de um celular. 

O autor do crime, um homem de 30 anos, permaneceu no local durante as tentativas de reanimar a vítima. Ele foi preso em flagrante pela Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) e encaminhado à 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul), onde foi autuado por homicídio qualificado, por motivo fútil. Em depoimento, ele alegou legítima defesa. 

Segundo testemunhas, o autor do crime teria acusado o amigo do suposto sumiço de um celular. Os dois se desentenderam e começaram a brigar. Ao ser atingido por um soco, Ricardo caiu no asfalto. Mesmo no chão, ainda foi atingido por um chute, até que o agressor percebeu que o amigo estava desacordado. 

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) compareceu ao local e constatou que a vítima estava em parada cardiorrespiratória. "Rapidamente ele foi atendido pela equipe de socorro, realizando os procedimentos do protocolo de ressuscitação cardiopulmonar (RCP). E após aproximadamente 40 minutos de manobras, na tentativa de restabelecer os sinais vitais, a vítima infelizmente não resistiu aos ferimentos", narrou o Corpo de Bombeiros Militar do DF. 

Ricardo foi velado às 14h30 e o sepultamento ocorreu às 16h30. As investigações sobre o caso serão conduzidas pela 4ª Delegacia de Polícia (Guará). O autor foi encaminhado à carceragem da Polícia Civil. 

Últimas