China

Brasília China só aceitará carne bovina certificada a partir desta quarta (15)

China só aceitará carne bovina certificada a partir desta quarta (15)

Produtores devem normalizar exportação ao país, depois do embargo à carne brasileira devido a casos de vaca louca no país

  • Brasília | Karla Beatryz*, do R7, em Brasília

A china voltará a aceitar as carnes bovinas certificadas a partir desta quarta-feira (15)

A china voltará a aceitar as carnes bovinas certificadas a partir desta quarta-feira (15)

Reprodução/Agência Brasil

A reabertura do mercado chinês para a carne bovina brasileira vai valer apenas para lotes certificados com data a partir desta quarta-feira (15). A Secretaria de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura negociava com o governo asiático há aproximadamente um mês, desde o embargo aplicado à carne brasileira devido a dois casos de vaca louca, em setembro.

O secretário de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Orlando Ribeiro, informou que a decisão é "basicamente técnica", e está sendo repassada para os produtores privados, para que a rotina de produção seja normalizada.

O Brasil e a China cumprem um protocolo que determina notificações obrigatórias por ocorrência de contaminação de animais pelo mal da vaca louca, mesmo que o caso seja atípico. “Os contatos foram mantidos diariamente e, seguindo as orientações técnicas, as autoridades chinesas voltaram a abrir o mercado”, afirmou o secretário de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, José Leal.

A China é o principal comprador da carne bovina brasileira, respondendo por cerca de 40% de toda a produção brasileira destinada ao mercado externo. Apesar das restrições, em 2021 o Brasil exportou R$ 21,84 bilhões em proteína animal para a país  (46% das vendas globais do produto).

*Estagiária sob supervisão de Fausto Carneiro.

Últimas