Cidade Alerta DF Paciente é preso em flagrante por perseguir psicóloga

Paciente é preso em flagrante por perseguir psicóloga

O homem não teve o amor platônico correspondido e começou a mandar mensagens e cartas românticas 

A psicóloga, de 30 anos, procurou os serviços da polícia para denunciar o ex-paciente. O homem, de 61 anos, teve um amor platônico pela terapeuta. Após ela parar de atender o homem, ele mandou mensagens, começou a fazer ligações e passou a deixar cartas no consultório da psicóloga. O homem foi preso em flagrante pelo crime de perseguição em Sobradinho.

Últimas