Brasília 'Como ser uma pessoa fria' lidera buscas no Google; veja lista

'Como ser uma pessoa fria' lidera buscas no Google; veja lista

Levantamento de 2021 apontou ainda o interesse dos brasileiros em 'como ser hacker', Marília Mendonça e o caso Lázaro Barbosa

  • Brasília | Priscila Mendes, do R7, em Brasília

Termo foi o mais pesquisado pelos brasileiros na categoria "como ser"

Termo foi o mais pesquisado pelos brasileiros na categoria "como ser"

Reprodução

A cada ano, o Google divulga uma retrospectiva com assuntos, acontecimentos, perdas e personalidades que mais foram buscados no Brasil. Neste ano, o levantamento disponibilizado no Google Trends, na última quarta-feira (9), destaca 18 categorias de pesquisa e traz alguns pontos curiosos. Os brasileiros pesquisaram mais sobre "como ser uma pessoa fria" e "como ser hacker" do que "como ser mais confiante" ou "como ser mais inteligente". Confira aqui a lista completa. 

Diante das dificuldades impostas pela pandemia da Covid-19, as buscas por alternativas para vencer a crise também entraram na lista. Os termos "como ser entregador no Mercado Livre", "como ser atriz", "como ser modelo", "como ser um bom vendedor", "como ser uber" e "como ser corretor de imóveis" estiveram entre os principais interesses dos brasileiros. 

Buscas do ano

Na categoria "buscas do ano", o nome da cantora sertaneja Marília Mendonça apareceu no topo do ranking, seguido de temas esportivos que também ganharam grande destaque e mais cresceram em 2021. Veja a galeria com as 10 principais buscas.

O nome de Mc Kevin foi o oitavo mais buscado do ano e a segunda morte que mais chamou a atenção dos brasileiros. Kevin, 23 anos, morreu ao cair do 5º andar de um hotel na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, no dia 16 de maio. A Polícia Civil do Rio concluiu que a morte foi uma fatalidade e pediu o arquivamento do caso.

No 10º lugar das buscas e o quinto no ranking dos acontecimentos mais buscados no país aparece o caso do criminoso Lázaro Barbosa, que ganhou grande repercussão nacional. Após uma perseguição policial que durou 20 dias no Distrito Federal e em Goiás, ele foi morto pela polícia.

Últimas