CPI da Covid

CPI ouvirá hoje suposto sócio de Maximiano

Segundo a comissão, Danilo Berndt Trento é sócio da Primarcial Holding que fica no mesmo endereço de empresa de Francisco Maximiano

fachada do edifício onde está sediada a Precisa Medicamentos, em Alphaville, em Barueri

fachada do edifício onde está sediada a Precisa Medicamentos, em Alphaville, em Barueri

Paola Vianna/Record TV

A CPI da Covid-19 vai ouvir, nesta quinta-feira (23) o empresário Danilo Berndt Trento na condição de testemunha. De acordo com o requerimento feito pela comissão, as informações são que existe envolvimento de Danilo Trento com Francisco Emerson Maximiano.

A empresa Primarcial Holding e Participações LTDA da qual Danilo é sócio, tem sede no mesmo endereço da empresa Primares Holding e Participações cujo sócio é Maximiano. O requerimento diz ainda que a CPI recebeu informações de que Danilo e Maximiano viajaram juntos à Índia para as negociações em torno dos testes de covid e da vacina Covaxin. 

Bharat Biotech

O dono da Precisa Medicamentos, Francisco Maximiano, afirmou em depoimento à CPI da Covid no dia 19 agosto que o contrato com o Ministério da Saúde para o fornecimento da vacina Covaxin, da fabricante indiana Bharat Biotech, teve o preço mais baixo praticado pela empresa no mercado internacional.

O contrato de R$ 1,6 bilhão, intermediado pela Precisa, no entanto, teve o valor mais alto entre os negociados pelo governo brasileiro - US$ 15 por dose - e virou alvo de órgãos como a Polícia Federal e a CPI após denúncias de irregularidades.

Além do preço e de pedido de pagamento antecipado, havia indícios de que as vacinas estavam próximas do prazo da validade o que tornaria a aplicação nos brasileiros quase impossível, e "pressão anormal" para os pagamentos.

Últimas