Brasília DF foi a primeira unidade da Federação a ter 100% dos votos contabilizados

DF foi a primeira unidade da Federação a ter 100% dos votos contabilizados

Resultado da eleição foi conhecido no Distrito Federal pouco mais de duas horas após o encerramento das urnas

  • Brasília | Hellen Leite, do R7, em Brasília.

Urna eletrônica

Urna eletrônica

Flipar - Arquivo

O Distrito Federal foi a primeira unidade da Federação a conhecer o resultado definitivo da eleição para governador, senador, deputado federal e deputado distrital. O Espírito Santo foi o segundo estado a apurar 100% das urnas.

Na capital federal, o atual chefe do Executivo, Ibaneis Rocha (MDB), venceu a eleição com 50,3% dos votos, e a ex-ministra Damares Alves conquistou a única vaga no Senado pelo DF, com 44,98% dos votos.

"Demonstramos que o sistema eleitoral é transparente, que nossas urnas eletrônicas funcionam e que não há fraudes", disse o presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE-DF), Roberval Belinati. Ele ainda comemorou o sucesso do processo eleitoral e reafirmou que as eleições no DF ocorreram em clima de paz.

"A eleição transcorreu na mais perfeita normalidade no Distrito Federal. A mensagem do tribunal foi no sentido de que a população escolhesse os melhores políticos. A abstenção foi menor, e o comparecimento foi maior. Estamos gratos porque a população entendeu seu papel de cidadão e saiu de casa para votar pacificamente", disse Belinati.

O presidente do TRE também parabenizou o chefe do Executivo reeleito e desejou que o emedebista continue "fazendo seu trabalho de governador".

Mais cedo, Belinati fez um balanço das ocorrência deste domingo (2). Ao longo do dia, cinco pessoas foram presas pela Polícia Federal por envolvimento em crimes eleitorais — desses, dois detidos foram conduzidos pela corporação por tentar fotografar o voto na urna eletrônica.

"Já era de conhecimento geral que o eleitor não podia levar nenhum equipamento fotográfico ou celular, isso por causa de uma lei aprovada pelo Congresso Nacional", comentou.

As maiores ocorrências no DF, avaliou o TSE, foram as que registraram derramamento de santinhos nas ruas. Segundo a corte, foram registradas cerca de 230 denúncias de propaganda eleitoral irregular no DF.

As denúncias foram formalizadas ao Ministério Público Eleitoral, com a identificação dos candidatos que desobedeceram às regras. "Nenhuma denúncia vai ficar impune", comentou Hilmar Raposo, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT).

Últimas