Brasília DF não terá aulas na sexta-feira (30) em razão das eleições

DF não terá aulas na sexta-feira (30) em razão das eleições

Decreto funciona para rede pública e privada e também vale para o dia 28 de outubro, caso haja segundo turno nas eleições

  • Brasília | Carlos Eduardo Bafutto, do R7, em Brasília

Imagem de uma sala de aula vazia. Alunos de escolas públicas e privadas no DF não terão aulas na próxima sexta (30)

Imagem de uma sala de aula vazia. Alunos de escolas públicas e privadas no DF não terão aulas na próxima sexta (30)

Christiano Antonucci

O governador Ibaneis Rocha (MDB) decretou a suspensão das aulas em escolas públicas e privadas nesta sexta-feira (30). O decreto é em virtude da realização das eleições gerais, que ocorrem no próximo domingo (2), e vale para as instituições de educação superior e instituições de cursos livres no Distrito Federal. O decreto não se aplica às creches, que funcionarão normalmente na data. 

A reposição de horas-aula na rede de ensino pública deve seguir as diretrizes da Secretaria de Estado de Educação. Nas escolas privadas, fica a critério de cada instituição de ensino.

O mesmo decreto suspende aulas também no dia 28 de outubro, última sexta-feira antes da votação em segundo turno, caso ocorra. Contudo, se as eleições para presidente da República e governador do Distrito Federal forem definidas no primeiro turno, o decreto perderá o efeito.  

O governador determinou que ficam mantidos os expedientes de trabalho dos responsáveis pela administração das instituições que funcionam como zonas eleitorais. Segundo o decreto, eles devem se apresentar nas escolas, a partir das 7h da manhã, para o recebimento das urnas eletrônicas, que são distribuídas pela Justiça Eleitoral.

Últimas