Eleições 2022

Brasília Doria oficializa volta à iniciativa privada e descarta eleições em 2022

Doria oficializa volta à iniciativa privada e descarta eleições em 2022

Ex-governador de São Paulo ressaltou a oposição que enfrentou dentro do PSDB, mas afirmou que permanecerá no partido

  • Brasília | Hellen Leite, do R7, em Brasília

João Doria

João Doria

Reprodução

O ex-governador de São Paulo João Doria (PSDB) oficializou nesta segunda-feira (13) o retorno à iniciativa privada. O tucano disse também que vai permanecer no PSDB, mas que não deve concorrer a cargos políticos nas eleições deste ano. O anúncio foi feito durante um café da manhã com jornalistas. 

Ao anunciar a saída da vida pública, Doria ressaltou ter enfrentado oposição no PSDB, fez um balanço dos períodos em que foi prefeito e governador de São Paulo, lembrou os avanços na produção da vacina contra a Covid-19 e o protagonismo do estado na campanha de vacinação.

Leia também: PSDB oficializa apoio a Tebet como candidata ao Palácio do Planalto

"A partir de agora, retorno para a minha vida privada. Recebi o convite ao lado de Henrique Meirelles [ex-secretário da Fazenda do estado de São Paulo]. A partir de 1º de julho, sem nenhuma função executiva e sem nenhuma remuneração também", disse Doria. Ele volta ao comando do grupo empresarial Lide, do qual é um dos fundadores.

O tucano deixou o governo paulista no fim de março para concorrer à Presidência da República pelo PSDB, mas enfrentou resistências internas na chamada "terceira via" e acabou desistindo da disputa. Atualmente, o partido apoia a senadora Simone Tebet, do MDB, na disputa ao Palácio do Planalto.

Últimas