Eleições 2022

Brasília Em atrito com Doria, MDB, PSDB e Cidadania dizem que terão candidatura competitiva

Em atrito com Doria, MDB, PSDB e Cidadania dizem que terão candidatura competitiva

Presidentes dos partidos afirmam que nome de consenso será oficializado em breve; Simone Tebet é a preferida do bloco

  • Brasília | Do R7

Reunião entre presidentes do PSDB, MDB e Cidadania

Reunião entre presidentes do PSDB, MDB e Cidadania

Redes sociais/Reprodução

Nesta quinta-feira (19), os presidentes de MDB, PSDB e Cidadania divulgaram uma carta em que reforçam sua decisão de lançar um único nome à Presidência da República. Segundo os dirigentes, a candidatura será "competitiva, para vencer", e deve ser anunciada em breve.

"MDB, PSDB e Cidadania sempre advogaram pela unidade. Diante das ameaças e das agressões à democracia, à Constituição e às instituições, do desemprego e da inflação, da pobreza e da fome, esses três partidos não poderiam fugir à sua responsabilidade", destaca o texto assinado por Bruno Araújo (PSDB), Baleia Rossi (MDB) e Roberto Freire (Cidadania).

"O povo brasileiro — e não disputas ideológicas e partidárias — estará no centro do debate político nas eleições de outubro. Para problemas reais, soluções reais. Vamos juntos unir o país", acrescentam os dirigentes.

Araújo, Rossi e Freire dizem ter convicção "de que o fundamental é que tenhamos propostas comuns para transformar o país". E ressaltam: "Estamos também convictos de que isso só pode ser feito a partir de uma aliança partidária, representada, sim, por um nome, mas sobretudo pelo desejo de lutar por um Brasil melhor para todos os brasileiros".

Simone Tebet deve ser a escolhida

No texto, os partidos citam diversas declarações do ex-governador de São Paulo João Doria – que venceu as prévias do PSDB para o Palácio do Planalto – em que ele admite a possibilidade de abrir mão de disputar as eleições no caso de outro candidato ter mais apoio do bloco.

Os dirigentes lembram, por exemplo, que Doria já afirmou que não se prioriza nem exclui nenhuma alternativa. "A prioridade é o Brasil e os brasileiros, não é sequer meu partido, nem sequer o indivíduo", diz uma das frases mencionadas pelos presidentes na carta.

Já existe um consenso entre as três legendas de que a senadora Simone Tebet (MDB-MS) é quem melhor pode representar os partidos no pleito. Nesta quarta-feira (18), os partidos se reuniram para analisar os resultados de uma pesquisa sobre a popularidade de Tebet e Doria e constataram uma forte rejeição ao nome do tucano. Com isso, a senadora ganhou a preferência do bloco.

Doria tem sido aconselhado a desistir de concorrer à Presidência por integrantes do PSDB, mas o ex-governador resiste. Na próxima terça-feira (24), MDB, PSDB e Cidadania terão uma reunião que pode oficializar a escolha de Tebet. Para evitar um constrangimento a Doria, os tucanos querem encontrá-lo um dia antes e negociar a retirada da pré-candidatura dele.

Últimas