Brasília Federação PSDB-Cidadania escolhe Izalci Lucas para concorrer ao Governo do DF

Federação PSDB-Cidadania escolhe Izalci Lucas para concorrer ao Governo do DF

Decisão foi favorável ao senador do PSDB, com 13 votos a 6, após uma disputa com a deputada federal Paula Belmonte (Cidadania)

  • Brasília | Luiz Calcagno, do R7, em Brasília

Senador Izalci Lucas (PSDB-DF) durante a CPI da Pandemia no Senado

Senador Izalci Lucas (PSDB-DF) durante a CPI da Pandemia no Senado

Edilson Rodrigues/Agência Senado - 05.10.2021

O colegiado nacional da federação PSDB-Cidadania nomeou nesta terça-feira (26) o senador Izalci Lucas (PSDB-DF) como o candidato do grupo ao Governo do Distrito Federal para as eleições deste ano. A determinação por 13 votos a 6 ocorreu após uma série de reuniões para tentar apaziguar a disputa entre Izalci e a deputada federal Paula Belmonte (Cidadania), que também se lançou como candidata do grupo na capital.

Na última terça (19), os membros do colegiado disseram que teriam candidato na disputa pelo Palácio do Buriti e que os parlamentares deveriam se entender, o que não aconteceu.

A disputa entre o PSDB e o Cidadania no Distrito Federal começou no fim de maio, porque a deputada federal articulava uma posição de vice em uma possível chapa com o senador Antônio Reguffe (União Brasil-DF) como candidato ao governo local.

No entanto, em uma carta divulgada à época, o presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo, afirmou que a federação só apoiaria o Cidadania para o Governo do Amazonas. Nas demais unidades da federação, o candidato seria um social-democrata.

Paula Belmonte, porém, persistiu na luta pelo poder da federação no DF, porque, embora o presidente local seja Izalci, o grupo partidário é majoritariamente composto de membros do Cidadania. Também na última terça, a deputada chegou a publicar que era a candidata ao Buriti, após a reunião. O grupo de Belmonte argumenta que a decisão sobre quem será o candidato só terá validade após decisão da convenção, em que ela tem apoio da maioria.

"Não vão calar uma mulher"

Ao R7, a deputada destacou que, independentemente do resultado da reunião do conselho federal, seguirá brigando pela vaga. "Eu continuo falando que sou candidata pelo Cidadania. Não vão calar uma mulher que tem apoio político e pedido da população [para disputar as eleições]. Continuo candidata pelo Cidadania a governadora do DF", afirmou.

Apoio de outras legendas

Izalci, porém, tinha, desde o início, a maioria no colegiado federal. De acordo com o parlamentar, com a reunião desta terça, fica sacramentada sua candidatura ao Buriti pelo grupo partidário. O próximo passo, segundo ele, será buscar a conciliação e o apoio de outras legendas.

À reportagem, ele afirmou que buscou uma composição por todos os caminhos possíveis e que o grupo de Belmonte teve o direito à defesa e ao contraditório na briga pelo comando. "Nós tentamos de todas as formas fazer composição. Não foi possível. Tivemos que levar a decisão à instância superior. E deu o que a gente esperava", disse.

De acordo com Izalci, sua candidatura ao Governo do DF é ponto pacífico e não será questionada na convenção local. "Isso foi discutido. Não é mais a regional que decide. Isso me dá tranquilidade para construir alianças e fazer uma boa chapa com os proporcionais. Vamos privilegiar quem tem voto, perspectiva, e buscar outros partidos", afirmou.

Últimas