Brasília Feminicídio: polícia prende filho que matou mãe tetraplégica

Feminicídio: polícia prende filho que matou mãe tetraplégica

Homem de 47 anos é acusado de matar mãe, idosa de 85 anos e tetraplégica, em Samambaia 

  • Brasília | Elijonas Maia, da RecordTV

DF chega a 21 feminicídios em 2021. Foram 17 em todo o ano de 2020

DF chega a 21 feminicídios em 2021. Foram 17 em todo o ano de 2020

Divulgação

A Polícia Civil do Distrito Federal prendeu, na tarde desta segunda-feira (25), um homem de 47 anos acusado de matar a mãe tetraplégica, de 85 anos, em Samambaia Norte. Investigadores da 26ª Delegacia de Polícia configuraram o crime como feminicídio. É o 21º crime deste tipo no ano no Distrito Federal, sendo que entre janeiro e dezembro de 2020 o DF registrou 17 casos. 

A prisão preventiva foi na casa do homem, em Samambaia. Ele dividia o lote com a idosa e outro familiares. A reportagem da TV Record acompanhou a prisão do suspeito.

O delegado Rodrigo Carbone, responsável pela investigação, informou que a mulher já vinha sofrendo agressões. “O suspeito já tinha histórico de violência contra a mãe. No dia do crime, testemunhas ouviram ele dizer:  ‘Você não morreu ainda?’. E, logo em seguida, um barulho forte. Foi quando ele a jogou no chão. Os bombeiros a socorreram ao hospital”, informou.

A idosa ficou internada dois dias, mas não resistiu. O filho dela foi preso em flagrante, à época, por lesão corporal, mas solto na audiência de custódia. Hoje, o crime passou para feminicidio.

Em depoimento, o filho negou as agressões e disse que a mãe caiu da cama. A polícia descarta essa hipótese. Se condenado, ele pode pegar 30 anos de cadeia.

Últimas