STF

Brasília Fux diz que não existe espaço para 'amedrontamento' no STF

Fux diz que não existe espaço para 'amedrontamento' no STF

Magistrado destacou que a Corte vai continuar vigilante em defesa do regime democrático

  • Brasília | Renato Souza, do R7, em Brasília

Adriano Machado/Reuters - 12.07.2021

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, afirmou, nesta quarta-feira (22), que a Corte vai "salvaguardar o regime democrática", independentemente do "preço político" que seja necessário pagar. O magistrado fez um pronunciamento em defesa da democracia ao completar um ano à frente do Tribunal. Ele destacou feitos da gestão nos últimos 12 meses e apresentou projetos para os próximos meses.  

O ministro citou a pandemia de covid-19 e o impacto da doença no cotidiano do país, assim como na economia e na assistência à saúde. “Na qualidade de Presidente desta Suprema Corte impõe-se-me externar que, mesmo diante de todo o sofrimento vivenciado pelo povo brasileiro durante esse período de pandemia, mesmo diante dos inúmeros desafios político-institucionais enfrentados, nunca houve – e nem haverá – qualquer espaço para o desânimo ou amedrontamento por parte deste Tribunal, porquanto seguimos conscientes e firmes no nosso propósito de salvaguardar o regime democrático e a higidez do texto constitucional, qualquer que seja o preço político que tenhamos de pagar”, disse o ministro.

Fux declarou que o Supremo é uma corte constitucional "100% digital" e que vai implantar novas melhorias, sem descuidar da proteção ao regime democrático. "Neste próximo ano de gestão, continuaremos a nossacaminhada com independência, diligência ecomprometimento,  no labor pela melhoria dos serviçosprestados ao país, sem prejuízo de velarmos dia após dia,pelas instituições que nos fazem Republicanos e pelanossa inegociável Democracia brasileira", completou o magistrado. 

Últimas