Bolsa Família

Brasília Governo começa a pagar Auxílio Brasil nesta quarta-feira

Governo começa a pagar Auxílio Brasil nesta quarta-feira

O repasse do benefício começará com os beneficiários de Número de Identificação Social 1, no mesmo calendário do Bolsa Família

  • Brasília | Luiz Calcagno, do R7, em Brasília

Presidente da Caixa deu dicas para os beneficiários do Auxílio Brasil

Presidente da Caixa deu dicas para os beneficiários do Auxílio Brasil

ANDRé LUIS FERREIRA/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO-21/10/2021

O governo federal começa a pagar nesta quarta-feira (17) o Auxílio Brasil, que substitui o programa de substituição de renda Bolsa Família. Os repasses ocorrerão nos 10 últimos dias úteis do mês, a começar pelos inscritos com NIS (Número de Identificação Social) de final 1, na sequência, na quinta (18), os de final 2, até o de final 0 em 30 de novembro. O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, deu uma série de dicas na terça-feira aos beneficiários do novo programa.  

As pessoas inscritas no Bolsa Família migraram automaticamente para o Auxílio Brasil, que manteve os mesmos calendários. Foram mantidos também os mesmos cartões de débito e as senhas usadas pelos beneficiários. Além do cartão, tanto os novos como os antigos inscritos também poderão movimentar o dinheiro pelo aplicativo Caixa Tem. Já aqueles que tinham o aplicativo do Bolsa Família, receberão um link para migrar para o app da Caixa.

“Só em dezembro que [o calendário de pagamentos] se antecipa uma semana, começando dia 10, até 23 de dezembro, um dia útil antes do Natal”, explicou Guimarães. Segundo o presidente da Caixa, quem já for inscrito e tiver dúvidas pode esclarecê-las nos aplicativos do Auxílio Brasil e Caixa Tem e na central de atendimento pelo número de telefone 111. Para atendimento físico, bastará procurar uma das 4,2 mil agências, 3 mil lotéricas, 2,5 mil instituições correspondentes, e 27 mil caixas eletrônicos.

De acordo com Guimarães, a expectativa é que o início dos repasses ocorra de forma tranquila. Ele lembrou dos repasses do Auxílio Emergencial feitos no fim de 2020. “Não vi nenhum país no mundo realizar, na velocidade que foi feito no Brasil, quando, em 20 dias, pagamos 50 milhões de brasileiros e encontramos 38 milhões de invisíveis. E todos recebendo pelo Caixa Tem”, afirmou.

“Temos mais de 106 milhões de brasileiros no Caixa Tem. Quem não estiver, será aberta uma conta, de graça, imediatamente. Por isso, operacionalizamos o pagamento rápido. No ano passado, pagamos 90 milhões de brasileiros por mês. Não teremos nenhuma questão operacional”, garantiu. Pedro Guimarães lembrou que a Caixa ficará responsável pelos repasses mas a política social é organizada pelo Ministério da Cidadania. Segundo ele, se a dúvida for sobre ter ou não direito ao programa, o candidato a beneficiário deve procurar a pasta, e não a instituição bancária.

Últimas