Meio Ambiente

Brasília Ibama seleciona 45 brigadistas para combater queimadas no DF

Ibama seleciona 45 brigadistas para combater queimadas no DF

Salários variam de R$ 1.818 a R$ 3.030 no Distrito Federal, que está sob decreto de emergência ambiental em função do tempo seco

  • Brasília | Jéssica Moura, do R7, em Brasília

Maioria dos incêndios no Cerrado nesta época do ano são provocados pela ação humana

Maioria dos incêndios no Cerrado nesta época do ano são provocados pela ação humana

Instituto Brasília Ambiental (Ibram)

O Ibama vai contratar brigadistas para atuar no combate às queimadas no país, que devem aumentar de volume nos próximos meses devido ao início do período de seca. O contrato de trabalho é temporário, com duração de seis meses. O edital da seleção foi publicado no Diário Oficial da União desta segunda-feira (18).

Para o Distrito Federal, são ofertadas 45 vagas: 36 vagas para brigadistas, seis para chefe de esquadrão e três para chefe de brigada. Os salários variam de R$ 1.818 (brigadistas) a R$ 3.030 (chefes). As inscrições devem ser feitas nos dias 20, 25 e 26 deste mês na sede do Ibama (SCEN (Setor de Clubes Esportivos Norte), Trecho 2, via L4 Norte - Asa Norte, Brasília). O horário de atendimento é das 9 às 12h e das 14 às 17h.

Há oportunidades ainda na Bahia, no Ceará, em Goiás, no Mato Grosso do Sul, em Pernambuco, no Rio de Janeiro, em Rondônia e em Tocantins.

Funções

No edital, o Ibama descreve a competência de cada função:

Brigadista: executar atividades relacionadas ao manejo integrado do fogo, tais como prevenção, uso do fogo, monitoramento, preparação e combate aos incêndios florestais, ficando à disposição para atuar em grandes operações de combate, a qualquer tempo.

Chefe de Esquadrão: comandar os brigadistas do esquadrão nas atividades de prevenção e combate, elaborar e executar o plano semanal de trabalho do esquadrão e zelar pela manutenção dos equipamentos, materiais e veículos da Brigada, ficando à disposição para atuar em grandes operações de combate, a qualquer tempo.

Chefe de Brigada: executar as atividades administrativas referentes à brigada, coordenar a hierarquia de comando de chefes de esquadrão e brigadistas, enviar relatórios gerenciais e representar o Prevfogo localmente, ficando à disposição para atuar em grandes operações de combate, a qualquer tempo.

Estado de emergência

No início de março, o governo do DF já havia decretado estado de emergência ambiental, com a chegada da seca, que deve se extender até novembro. A medida exige que os órgãos que integram o Plano de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais do Distrito Federal adotem ações necessárias para prevenir e combater focos de queimadas.

Na semana passada, a Secretaria de Meio Ambiente se reuniu com representes desses órgãos, como Corpo de Bombeiros e Brasília Ambiental, para acertar as políticas de contenção dos incêndios florestais. A previsão é de contratar até 150 brigadistas florestais para atuar durante o período de estiagem.

Últimas