Brasília Ibaneis: 'Com esperança, diálogo chegará à presidência da República'

Ibaneis: 'Com esperança, diálogo chegará à presidência da República'

Durante evento em homenagem a JK, governador do DF falou da atuação de Michel Temer na pacificação entre os Poderes

  • Brasília | Sarah Teófilo e Mariana Londres, do R7, em Brasília

Ibaneis fala da atuação de Temer na pacificação

Ibaneis fala da atuação de Temer na pacificação

Dida Sampaio/ Estadão Conteúdo - 22.04.2020

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), participaram neste domingo (12) de homenagem a Juscelino Kubistchek no memorial JK, em Brasília. Ao lado do empresário e ex-governador do DF Paulo Octavio, eles depositaram flores no túmulo do 21º presidente do Brasil, responsável pela construção de Brasília. 

Ibaneis usou parte do seu discurso para citar a atuação do ex-presidente Michel Temer (MDB) junto ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na pacificação da crise entre os Poderes

"É bastante signficativo rever os discursos de JK, que tinha como única arma o diálogo. O evento transborda o memorial JK e com muita esperança vai chegar ao Senado, ao Congresso e, quiçá, à Presidência da República que, nessa semana, pelas mãos do presidente Temer começou um novo diálogo. Esperamos um novo tempo para o nosso país."

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, também citou o diálogo como uma grande qualidade de JK. 

"Muito significativo um evento para deixar mais viva a memória de alguém que foi muito importante no desenvolvimento e interiorização do Brasil e na busca do diálogo, um grande democrata e republicano chamado Juscelino Kubistchek", disse Pacheco.

O 12 de setembro é a data de aniversário de JK e da inauguração do memorial, que completa 40 anos. Dois livros estão sendo lançados para comemorar os 119 anos de nascimento de JK e os 40 anos do memorial. "De Nonô a JK" é voltado para o público infantil e "Memórias do Brasil- discursos de Juscelino Kubistchek". 

Últimas