Ibaneis Rocha volta a descartar lockdown e novos decretos no DF

Durante agenda no Sol Nascente, governador disse que a Covid-19 está sendo controlada e a expectativa é que seja a 'última onda'

  • Brasília | Priscila Mendes, do R7, em Brasília

audima
Governador Ibaneis Rocha visitou obras em Taguatinga (DF) no fim de semana
Agência Brasília

Durante agenda oficial na cidade do Sol Nascente, em Ceilândia, na manhã deste domingo (30), o governador Ibaneis Rocha (MDB) voltou a descartar a possibilidade de lockdown e novos decretos no Distrito Federal. Mesmo com as altas taxas de ocupação dos leitos de UTI registradas nas últimas semanas, a expectativa do governador é que essa seja a "última onda" na capital. 

"A gente vem controlando tudo, as taxas vêm caindo dia a dia e esperamos que seja a última onda, os especialistas dizem que será, mas está tranquilo. Não passou de uma fake news, felizmente”, disse Ibaneis se referindo a informações sobre uma suposta retomada de restrições e até de um lockdown no DF, a partir da próxima segunda-feira (31).

No último sábado (29), o governador do DF já havia falado sobre a expectativa em relação à queda nos números de internações pela Covid-19 na capital federal, a partir dos próximos 15 dias. Durante vistoria em obras de Taguatinga, Ibaneis disse que esse cenário será possível graças à queda das taxas de transmissão registrada nos últimos quatro dias.

Na sexta-feira (28), a taxa chegou a 1,56, com uma ocupação de 90% dos leitos de UTI reservados para casos da Covid-19, na rede pública do DF. Na quinta, a transmissão estava em 1,71, mesmo dia em que Ibaneis Rocha proibiu a presença de público nas competições esportivas no DF

Obras e lideranças religiosas

No sábado (29), o governador Ibaneis Rocha visitou as obras de recapeamento do asfalto no Pistão Sul e entre os hospitais Anchieta e Regional (HRT), ambas em Taguatinga. 

Ao todo, serão recapeados 5 km de asfalto no Pistão Sul. Já entre os hospitais Anchieta e HRT está sendo feito o recapeamento em uma área de 14 mil metros quadrados, o que corresponde a cerca de dois quilômetros. O trabalho estimado em R$ 900 mil está sendo feito pela Novacap (Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil).

Em Taguatinga, o governador também visitou a Igreja Universal do Poder de Deus, onde se encontrou com lideranças religiosas. Na oportunidade, Ibaneis lembrou da lei de sua autoria que determina que todos os bairros que forem criados no DF devem contar com espaço para igrejas.

“As igrejas desenvolveram um trabalho essencial durante a pandemia. Não reconhecer isso é até um crime contra a sociedade. Nós trabalhamos ao longo desse período com as igrejas do Distrito Federal. O que temos feito no governo é reconhecer as atividades desenvolvidas pelas igrejas junto à comunidade, neste momento de tanta dificuldade”, completou o chefe do Executivo local.

Ir para versão mobile