Brasília Menino arremessado de van escolar não tem previsão de alta

Menino arremessado de van escolar não tem previsão de alta

Rhyan Lucas, 5 anos, passou por um procedimento cirúrgico e foi transferido para o Hospital da Criança, onde segue internado

  • Brasília | Do R7, em Brasília

Rhyan sofreu o acidente quando voltava da escola, no Riacho Fundo II

Rhyan sofreu o acidente quando voltava da escola, no Riacho Fundo II

Reprodução / Arquivo Pessoal

Depois de passar por uma cirurgia na bexiga no Hospital de Base do Distrito Federal, o menino Rhyan Lucas, 5 anos, se recupera no Hospital da Criança, em Brasília. Rhyan sofreu diversos ferimentos ao ser arremessado para fora da van escolar em que era transportado. As rodas de trás do veículo passaram por cima do corpo dele. O acidente ocorreu na semana passada, no Riacho Fundo II. 

Veja o vídeo do momento em que a criança cai da van. 

Levado para o Hospital de Base, Rhyan foi submetido a uma cistotomia, cirurgia na bexiga. O procedimento durou cinco horas, segundo a mãe do menino, Phyama Ohanna. Após a intervenção, ele foi transferido para o Hospital da Criança, onde segue em observação e sem previsão de alta.

Phyama informou que o filho ainda sente muita dor no pós-operatório, mas está reagindo bem. Segundo ela, os médicos acreditam que Rhyan não terá sequelas, mas é preciso mais tempo de recuperação para garantir. 

O menino ainda está confuso sobre os acontecimentos. Em conversas com a mãe, ele não soube dizer se abriu a porta do veículo, mas, para Phyama, independentemente de como ocorreu o acidente, os monitores da van e a trava de segurança deveriam evitar esse tipo de acidente. "Poderia ter sido com qualquer outra criança, meu filho tem sorte de estar vivo", desabafa.

A responsável pelo transporte infantil informou aos pais de Rhyan que o monitor "estava arrumando outra criança" na hora do acidente, por isso não conseguiu socorrê-lo.

Phyama disse ainda que não sabe como fará o transporte do filho para a escola quando ele se recuperar, pois tanto ela quanto o pai da criança trabalham e não podem acompanhá-lo. Rhyan começou a estudar neste ano, mas não sabe se retornará às aulas ainda em 2021. 

Últimas