STF

Brasília Moraes determina prisão de caminhoneiro Zé Trovão

Moraes determina prisão de caminhoneiro Zé Trovão

PF cumpre mandado de prisão em inquérito que investiga ameaças à democracia e deteve blogueiro conservador Wellington Macedo

  • Brasília | Renato Souza e Alan Rios, do R7, em Brasília

Foram dois mandados de prisão autorizados por Moraes nesta sexta-feira

Foram dois mandados de prisão autorizados por Moraes nesta sexta-feira

Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

O caminhoneiro Zé Trovão é o segundo alvo de mandados de prisão cumpridos pela Polícia Federal, nesta sexta-feira (3), por determinação do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes.

O inquérito que motivou a prisão de Zé Trovão investiga ameaças à democracia em atos  violentos que estavam sendo organizados para 7 de Setembro. A data da Independência foi escolhida para diversas manifestações conservadoras no país.

Outra prisão

Outro alvo dos mandados determinados por Alexandre de Moraes é o blogueiro Wellington Macedo. Nas redes sociais, ele chegou a publicar uma mensagem com referência ao ano de 1964. “O que estamos ouvindo são ecos de cachorros mortos. Chegou a hora. Mais uma vez, após 57 anos, serão derrotados os que se achavam donos do poder. Poder o povo dá. Poder o povo tira”, escreveu, no Twitter.

Zé Trovão tem sido atuante nas redes sociais convocando manifestantes para o feriado. "Vamos lutar contra os desmandos da Justiça brasileira", "a justiça começa pela limpeza dos 11 ministros do STF" e "o Brasil será salvo no dia 7 de setembro" foram algumas das afirmações dele, em vídeos divulgados em agosto. Há suspeitas de organizações de atos antidemocráticos envolvendo o caminhoneiro.

Últimas