Brasília Morre ex-ministro do Planejamento João Sayad, aos 75 anos, em SP

Morre ex-ministro do Planejamento João Sayad, aos 75 anos, em SP

Um dos idealizadores do Plano Cruzado, ele estava internado desde o dia 30 de agosto para tratamento contra um câncer

  • Brasília | Do R7, em Brasília

Sayad também foi secretário do governo do estado e da prefeitura de São Paulo

Sayad também foi secretário do governo do estado e da prefeitura de São Paulo

EPITÁCIO PESSOA/ Estadão Conteúdo - 04/05/2010

Morreu neste domingo o economista e ex-ministro do Planejamento governo José Sarney, João Sayad, aos 75 anos. Ele estava internado desde o dia 30 de agosto no hospital Sírio Libanês, para tratamento de um câncer. Como ministro, Sayad foi um dos arquitetos do Plano Cruzado, uma das primeiras tentativas do Brasil de conter a inflação. 

Ele também foi secretário de Fazenda do estado de São Paulo, e secretário de Finanças da cidade de São Paulo. Na iniciativa privada, o economista chegou a ocupar o cargo de vice-presidente do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento).

Sayad ainda era doutor pela Universidade Yale e foi professor da Faculdade de Economia e Administração da USP (Universidade de São Paulo). 

Nas redes sociais, diversos políticos lamentaram a morte do economista. "Uma das pessoas mais admiráveis que já conheci. Inteligente, bem-humorado, generoso", escreveu o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad. 

O presidente da CNI (Confederação Nacional da Indústria), Robson Braga de Andrade, também homenageou o ex-ministro e disse esperar que "sua família e amigos encontrem conforto espiritual na trajetória exemplar desse notável homem público". 

Últimas