Brasília 'Não vai ficar apenas no 5G', diz Bolsonaro em abertura do leilão

'Não vai ficar apenas no 5G', diz Bolsonaro em abertura do leilão

Ao lado de ministros e do presidente da Câmara, Jair Bolsonaro participou da abertura do leilão do 5G, na manhã desta quinta-feira

  • Brasília | Maurício Ferro, do R7 em Brasília

Presidente participou da abertura do leilão ao lado de ministros e do presidente da Câmara

Presidente participou da abertura do leilão ao lado de ministros e do presidente da Câmara

Reprodução

Em abertura do leilão da tecnologia 5G, que vai acelerar a conexão de internet no país, o presidente Jair Bolsonaro declarou que "com toda certeza" haverá novas tecnologias no futuro para tornar a navegação virtual ainda mais rápida. “Não vai ficar apenas no 5G”, declarou Bolsonaro durante o evento na Agência Nacional de Telecomunicações, em Brasília, na manhã desta quinta-feira (4).

Na mesma ocasião, o presidente relacionou a implementação da internet 5G com o aumento do turismo no país. Defendeu, por exemplo, maior aproveitamento do potencial turístico da Amazônia. Bolsonaro também usou o momento para sugerir a flexibilização das regras para andar de jet ski. Afirmou que "a burocracia para se tirar habilitação" é "um negócio inacreditável."

Por isso, Bolsonaro disse que está conversando com o comandante da Marinha para "facilitar a vida" de quem quiser andar de jet ski. O presidente disse anda que está "na iminência" de tornar Itaipu Binacional, em parceria com o Paraguai, num centro pesqueiro. “Se eu soubesse a importância da pesca como sei hoje em dia, não teria deixado de existir o Ministério da Pesca”, declarou.

Em outras ocasiões, o presidente já disse que gostaria de tornar a Secretaria Especial de Pesca num ministério, o que elevaria o status do secretário Jorge Seif a ministro. 

Além de Bolsonaro, participaram da abertura do leilão do 5G os ministros Fábio Faria (Comunicações), Paulo Guedes (Economia) e Ciro Nogueira (Casa Civil). Assim como o presidente, Faria também discursou.

O ministro das Comunicações disse que, ao assumir o cargo, recebeu de Bolsonaro uma “missão”: levar internet aos brasileiros. De acordo com Faria, Bolsonaro teria dito: "fui eleito graças à internet e não admito que nenhum brasileiro fique sem internet."

O ministro ainda declarou que o governo federal levou internet para 9 milhões de brasileiros desde que ele assumiu o cargo. Agora, restam 39,5 milhões de pessoas que não têm acesso a esse serviço.

“Só com o 5G, só com esse leilão sendo não arrecadatório, que a gente vai poder compensar os últimos 15 anos dos últimos presidentes que não olharam para os brasileiros. Não levaram internet para os brasileiros”, disse Faria.

No palco do evento na sede da Anatel, Bolsonaro ficou ao lado do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), que atuou fortemente para ajudar na aprovação da Proposta de Emenda à Constituição dos Precatórios, em primeiro turno, na madrugada desta quinta-feira (4).

Também participou do evento o ministro do TCU Raimundo Carreiro. Mais cedo, Bolsonaro esteve em evento do TCU e declarou que o órgão não amedronta mais como no passado, pois agora, segundo o presidente, exerce papel de prevenir processos ao atuar junto ao governo federal.

Últimas