Brasília 'Noite maldormida', diz Bolsonaro sobre internação hospitalar

'Noite maldormida', diz Bolsonaro sobre internação hospitalar

Presidente foi internado no Hospital das Forças Armadas nesta segunda-feira, fez exames e foi liberado nesta terça-feira

  • Brasília | Plínio Aguiar, do R7, em Brasília

O presidente Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro

Alan Santos / PR

Em cerimônia realizada nesta terça-feira (29) em Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul, o presidente Jair Bolsonaro comentou a internação hospitalar feita nesta segunda-feira (28). Ele chamou o episódio de "noite maldormida".

"E a nossa vida na Presidência? Se de ontem para hoje passei uma noite maldormida, pode ter certeza que terei um dia bem ativo aqui em Ponta Porã ao lado de vocês", disse.

Bolsonaro deu entrada no HFA (Hospital das Forças Armadas) na noite de segunda-feira (28) após sentir indisposição no Palácio do Planalto. Inicialmente, o presidente foi atendido por médicos de sua equipe, sendo em seguida levado à unidade de saúde militar para a realização de exames.

O presidente recebeu alta médica apenas nesta terça-feira (29), após passar a noite internado. Bolsonaro, que realizou alguns exames, deixou o hospital por volta de 6h30. Depois, ele seguiu no voo para Ponta Porã, onde cumpre agenda pública.

A declaração ocorreu na cidade sul-mato-grossense, onde participou de cerimônia alusiva à regularização fundiária. No evento, os ministros Tereza Cristina (Agricultura) e Fábio Faria (Comunicações) comentaram a internação.

"O presidente ontem não se sentiu bem, porque ele trabalha muito e, mesmo assim, saiu do hospital [e veio para cá]. Quando eu liguei, porque vi na imprensa nacional que o presidente tinha ido para o hospital, pensei que não íamos vir para o Mato Grosso do Sul", disse Tereza.

"Eu liguei pro Célio [Faria, chefe do gabinete pessoal de Bolsonaro], e ele disse que estava tudo bem e [a agenda] mantida. O médico acho que não sabe, mas ele [presidente] está aqui", completou. O ministro das Comunicações destacou que Bolsonaro "deu um susto". "Quando eu acordei, o presidente já estava se preparando para vir a Ponta Porã", contou Faria.

A ministra da Agricultura comentou que essa foi sua última agenda como titular da pasta e agradeceu ao presidente pela oportunidade. Tereza pretende disputar uma vaga ao Senado pelo MS.

"O senhor me conhecia pouco, eu era parlamentar, presidente da frente parlamentar de agricultura, e o senhor confiou em mim esse trabalho que é ser ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil. Não é pouco, não é pouco", afirmou.

"Confesso que achei que o senhor era meio maluco quando me convidou. E ele me convidou com um propósito maior: unir toda a agricultura brasileira em um único ministério", completou.

Últimas