STF

Brasília Pacheco espera sabatina de Mendonça para a próxima semana

Pacheco espera sabatina de Mendonça para a próxima semana

Mendonça precisa ser sabatinado pela CCJ do Senado antes da votação em plenário.

  • Brasília | Carlos Eduardo Bafutto, do R7, em Brasília

Senador Rodrigo Pacheco

Senador Rodrigo Pacheco

Waldemir Barreto/Agência Senado - 18.11.2021

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), disse nesta terça-feira (23) acreditar em um resultado positivo sobre a apreciação da indicação de André Mendonça para ministro do STF (Supremo Tribunal Federal).  Mendonça precisa ser sabatinado pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) — presidida por Davi Alcolumbre (DEM-AP) —, do Senado antes da votação em plenário.

"Todas essas prerrogativas são do presidente da comissão. Respeito a autonomia, respeito a independência, e espero que haja essa definição," afirmou. Pacheco disse ainda que espera que Davi Alcolumbre designe as reuniões na próxima semana para realizar a sabatina de Mendonça e de outras autoridades indicadas. 

A indicação de Mendonça está paralisada na CCJ há quase cinco meses. A demora de Alcolumbre em pautar a sabatina gerou críticas por parte de Bolsonaro e de senadores governistas, que cobram uma definição por parte do presidente do colegiado.  Pacheco vem afirmando que acredita em “uma solução que seja de consenso, a partir de diálogo”.

Alcolumbre vinha se mostrando irredutível quanto à decisão de segurar a indicação. No entanto, agora tem revelado a aliados que existe uma abertura para chegar a um consenso. Mendonça foi indicado pelo presidente Jair Bolsonaro. No entanto, diante de uma crise entre os Poderes que se desenhou à época da indicação, o processo foi travado pelo presidente da comissão. André Mendona tem apoio quase unânime entre os atuais ministros do Supremo.

Últimas