Brasília PF reabre investigação sobre financiamento da defesa de Adélio

PF reabre investigação sobre financiamento da defesa de Adélio

Corporação quer saber se existe ou não mandante do ataque cometido contra o presidente Jair Bolsonaro

  • Brasília | Renato Souza, do R7, em Brasília

Adélio Bispo de Oliveira, condenado por dar uma facada em Bolsonaro em 2018

Adélio Bispo de Oliveira, condenado por dar uma facada em Bolsonaro em 2018

Reprodução Youtube

A Polícia Federal reabriu as investigações sobre o ataque à faca sofrido por Jair Bolsonaro durante a campanha eleitoral de 2018. A corporação quer saber quem financia a defesa do autor da agressão, Adélio Bispo de Oliveira. A diligência foi retomada após decisão do TRF-1 (Tribunal Regional Federal da 1ª Região).

No último dia 3, a Segunda Sessão da corte suspendeu uma liminar apresentada pela OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) que vedava o andamento das investigações. A entidade alega que o avanço da diligência sobre o advogado Zanone Manuel de Oliveira Júnior, que defende Adélio, viola o sigilo funcional do profissional.

A investigação que volta a correr na Polícia Federal quer entender se o advogado atua em defesa de Adélio por interesse midiático devido à repercussão do caso ou se está sendo pago para isso. A resposta pode ajudar a entender se existe ou não mandante do atentado.

Últimas