Brasília Portugal desmente reconhecer certificado de vacinação brasileiro

Portugal desmente reconhecer certificado de vacinação brasileiro

Documento será aceito quando tiver aprovação mútua dos países; até lá, exame de PCR ou de antígeno seguem sendo obrigatórios

  • Brasília | Priscila Mendes e Emerson Fraga, do R7, em Brasília

O embaixador de Portugal no Brasil, Luís Faro Ramos, afirmou nesta segunda-feira, por meio de um vídeo divulgado nas redes sociais da embaixada, que brasileiros que pretendem viajar ao país europeu devem apresentar exames PCR ou antígeno negativo antes do embarque. A manifestação ocorre depois que passou a circular a informação de que Portugal estaria reconhecendo os certificados de vacinação emitidos no Brasil.

“Essas notícias não são totalmente corretas. Até que os certificados de vacinação português e brasileiro sejam mutuamente e reciprocamente reconhecidos, essa validade não está em vigor. Quando as negociações que estão a se desenvolver entre as autoridades de saúde coletiva chegarem a bom termo, aí sim será possível reconhecer os certificados de vacinação. É com muita satisfação que voltamos a recebê-los. Basta apresentar o exame PCR ou antígeno negativo para covid-19. E nada mais”, explicou.

Portanto, até 30 de setembro, continuam valendo as mesmas regras que foram estabelecidas no dia 1º de setembro. Portugal libera a entrada de brasileiros desde que seja apresentado exame PCR (72 horas antes do embarque) ou antígeno negativo 48 horas antes da viagem. A regra está no Despacho n.º 9241-A/2021.

A norma do governo português apresenta ainda uma lista de 13 países que podem enviar viajantes que sem apresentar testes. Nesses casos, basta apresentar o comprovante de vacinação ou de recuperação da covid-19 para entrar no país. O Brasil não está nessa lista, que tem países como o vizinho Uruguai, o Canadá e o Qatar.

O visitante precisa ficar alerta, entretanto. Mesmo para os viajantes dos países da lista, apenas algumas marcas de vacinas sua aceitas para entrada. São as aprovadas pela Agência Europeia de Medicamentos: Pfizer, Moderna, Janssen e AstraZeneca. 

Segundo os dados mais recentes divulgados pelo governo de Portugal, 81,82% dos portugueses já estão completamente imunizados contra a covid-19. Com esse número, alcança o 10º lugar na lista de países com a maior taxa de doses administradas por 100 habitantes do mundo.

O embaixador de Portugal no Brasil, Luís Faro Ramos

O embaixador de Portugal no Brasil, Luís Faro Ramos

Reprodução/Facebook

Últimas