Brasília Presidente da Caixa é diagnosticado com Covid-19

Presidente da Caixa é diagnosticado com Covid-19

Ele é o quarto integrante da delegação brasileira a ser infectado após participar da Assembleia da ONU, em Nova York 

  • Brasília | Priscila Mendes, do R7, e Christina Lemos, da Record TV

O presidente da Caixa Econômica, Pedro Guimarães, anunciou nas redes sociais, neste domingo (26), que foi diagnosticado com Covid-19. Ele é o quarto integrante da delegação brasileira a ser infectado com o novo coronavírus, após participar da Assembleia-Geral da ONU (Organização das Nações Unidas), em Nova York.  

"Ficarei em quarentena seguindo todos os protocolos médicos. Já tomei as duas doses de vacina e comecei a tomar os remédios do protocolo. Também estava em isolamento desde quando chegamos dos EUA, na quarta-feira (22) de manhã. Na segunda passada, realizei um teste e o resultado foi negativo. Não estou com nenhum sintoma e continuarei trabalhando daqui de casa. Um abraço e obrigado pelas mensagens", disse Pedro Guimarães, em suas redes sociais.

Pelas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) confirmou o diagnóstico de Pedro Guimarães e desejou "pronta recuperação". 

A agenda de Pedro Guimarães com o presidente Jair Bolsonaro, prevista para acontecer na próxima segunda-feira (27), foi adiada. Ele participaria, às 10h, do lançamento do crédito Caixa Tem, no Palácio do Planalto. 

A assessoria do presidente da Caixa Econômica informou que não haverá necessidade de afastamento de pessoas no âmbito da CEF porque ele estava em insolamento desde de que retornou de Nova York. Ainda não informam se autoridades estrangeiras serão contactadas via  Itamaraty. 

A delegação brasileira, que foi para os Estados Unidos, conta agora com quatro infectados. Além de Pedro Guimarães, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, que continua em isolamento nos EUA, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente, e um diplomata que organizou a viagem. 

Na manhã deste domingo (26), a Secretaria Especial de Comunicação Social confirmou que o teste feito pelo presidente Jair Bolsonaro confirmou negativo para a presença do novo coronavírus. O resultado é de um exame realizado na manhã deste domingo, no Palácio da Alvorada.

Na semana passada, três ministros do governo tiveram o diagnóstico positivo de Covid-19. Marcelo Queiroga, da Saúde, recebeu o resultado ainda em Nova York. Ele cumpre isolamento na cidade americana.

Na sexta-feira (24), o advogado-geral da União, Bruno Bianco, e a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, confirmaram a infecção pelo novo coronavírus.

No mesmo dia, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL) também confirmou estar com Covid-19. O filho do presidente Jair Bolsonaro disse ao R7 estar sem paladar e com coriza. Eduardo tomou a primeira dose da vacina contra a doença em 26 agosto, e a segunda dose está prevista para novembro. De acordo com o parlamentar, ele iniciou os cuidados imediatamente.

Últimas