Eleições 2022

Brasília Presidente do PSDB vê chance de candidato tucano unir terceira via

Presidente do PSDB vê chance de candidato tucano unir terceira via

Candidato da sigla à Presidência da República será anunciado neste sábado (27)

  • Brasília | Hellen Leite, do R7, em Brasília

Bruno Araújo, presidente nacional do PSDB

Bruno Araújo, presidente nacional do PSDB

Hellen Leite/R7

O presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo, avalia que o candidato escolhido para disputar as eleições presidenciais em 2022 pela sigla vai ser capaz de unir a chamada "terceira via". Mais de 44 mil filiados ao partido votam nas prévias da legenda neste sábado (27). 

"Há chance real de acabar com a polarização entre Lula e Bolsonaro, que não acrescenta nada ao país", disse, enquanto acompanhava as prévias do partido no Diretório Nacional do PSDB, em Brasília.

"A esperança é que hoje consigamos ter  um resultado pra comemorarmos juntos, e que o novo candidato à presidente pelo PSDB comece a aglutinar forças internas do campo de centro para ser uma alternativa real de reunificação do país", reforçou Araújo.

As prévias são disputadas pelos governadores de São Paulo e do Rio Grande do Sul, João Doria e Eduardo Leite, e o ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio. Eles devem chegar a Brasília na parte da tarde para acompanhar a divulgação do resultado. A previsão é que a sigla anuncie o vencedor do pleito às 19h, no Centro de Convenções Brasil 21.

"Após as prévias, candidato do PSDB chega com legitimidade, humildade e espírito público para conversar com os diversos atores da sociedade e disputar as eleições", falou o tucano.

Nas redes sociais, os pré-candidatos do partido trocaram farpas ao longo da semana. Leite chegou a acusar Doria de compra de votos. No entanto, para Bruno Araújo, o acirramento do debate é natural. Ele espera que, com o nome do partido definido para 2022, seja possível articular uma candidatura sem rachas na legenda.

"O PSDB sai das prévias fortalecido, é um partido que era tratado de forma periférica em abril e agora está no centro das discussões", finaliza.

Segundo turno

A direção nacional do PSDB estima que a disputa vai ser decidida sem a necessidade de um segundo turno. O regimento do partido prevê que caso um dos candidatos não atinja a maioria absoluta dos votos, é necessário um segundo turno das prévias.

Nos bastidores, a possibilidade de que isso ocorra é considerada remota. "Se houver segundo turno, eu volto para casa", brincou o presidente do partido, Bruno Araújo.

Últimas