Eleições 2022

Brasília PSDB deve esclarecer falhas em app de votação nas prévias, decide TSE

PSDB deve esclarecer falhas em app de votação nas prévias, decide TSE

Partido tem dez dias para explicar por que filiados não puderam escolher nome da sigla que deve concorrer à Presidência em 2022

  • Brasília | Lucas Nanini, do R7, em Brasília

Divulgação/TSE

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) determinou, nesta terça-feira (23), que o PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira) preste esclarecimentos sobre as falhas no processo de votação nas prévias da legenda, identificadas no último domingo (21). A sigla tem dez dias para se pronunciar.

Uma instabilidade no aplicativo usado para a escolha do candidato do partido na eleição presidencial de 2022 impediu os filiados de votarem remotamente. Disputam o posto os governadores de São Paulo, João Doria, e do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, e o ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio Neto.

A decisão do TSE ocorre após um mandado de segurança impetrado pelo advogado Gustavo Futagami da Silva, filiado ao PSDB. Ele solicitou a suspensão da convenção nacional do partido até que as falhas no processo de votação sejam sanadas. No pedido, ele justifica que os problemas apresentados pelo app “ferem direito líquido e certo do filiado de escolher, através do voto, o próximo presidenciável do PSDB”.

O R7 procurou o partido nesta quarta-feira para comentar a decisão do TSE, mas não recebeu resposta até a publicação desta reportagem. O espaço permanece aberto para manifestações da legenda.

Novos aplicativos

O partido anunciou para esta quarta-feira novos testes com o aplicativo de uma das três empresas procuradas pela legenda para viabilizar a retomada das prévias. O procedimento terá acompanhamento do presidente do PSDB, Bruno Araújo, e das equipes dos três candidatos. Esse processo avalia a vulnerabilidade da ferramenta a invasões.

Eduardo Leite e João Doria, que estão nas prévias do PSDB para concorrer à Presidência da República

Eduardo Leite e João Doria, que estão nas prévias do PSDB para concorrer à Presidência da República

Ueslei Marcelino/Reuters - 21.11.2021

Caso o resultado dos testes seja satisfatório, o PSDB dará sequência à votação. Se não houver segurança, de acordo com a avaliação da sigla, o aplicativo de outra empresa será analisado, e assim sucessivamente.

“Nós já estamos em conversas paralelas com uma segunda empresa, uma terceira empresa, no sentido de que, se essa [a primeira] não passar por razões de avaliação, nós já temos mais duas empresas em processo de conversação com o partido”, afirmou o presidente do PSDB na noite de quarta.

Pré-candidatos à Presidência da República e o presidente do PSDB durante prévias do partido

Pré-candidatos à Presidência da República e o presidente do PSDB durante prévias do partido

PSDB/Divulgação

“[Sendo aprovado o novo aplicativo] é esperar uma posição técnica das candidaturas em relação à avaliação dos sistemas que estão em diálogo sobre contratação se eles suportam o critério de segurança que cada candidatura e o partido definem. Feito isso, abre-se o processo para conclusão do resultado das prévias e anunciar o candidato do PSDB”, acrescentou Araújo.

A votação das prévias deveria ter sido finalizada no domingo (21), mas o aplicativo desenvolvido pela Faurgs (Fundação de Apoio à Universidade Federal do Rio Grande do Sul) apresentou falhas. A maioria dos 44,7 mil filiados que haviam se habilitado para participar da eleição não conseguiu registrar o voto. Por isso, o partido suspendeu a votação e decidiu trocar de empresa.

Araújo disse esperar que a votação seja retomada “no mais tardar” na quinta-feira (25). Caso os testes demonstrem a segurança do novo aplicativo, será possível prosseguir com o pleito “em alguma hora” desta quarta. “Mas volto a dizer: depende, objetivamente, se houve uma conciliação entre a autorização técnica do partido e das campanhas. Se não acontecer, já há uma segunda empresa em conversação e já há uma terceira empresa em conversação.”

Segundo o dirigente tucano, a intenção é divulgar o resultado das prévias no próximo domingo (28). De todo modo, haverá segundo turno caso nenhum candidato receba mais de 50% dos votos. “A expectativa é nós operarmos com todo o vigor para terminar no domingo. Domingo terá o resultado se todas essas fases que nós colocamos aqui de forma transparente forem resolvidas. Torcemos para isso. A garantia são variáveis que dependem desse conjunto de situações que a gente relatou.”

"Quando notificado, o PSDB solicitará nota técnica à Fundação de Apoio à Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Faurgs) sobre as informações pedidas", disse o partido ao R7

Últimas