Reforma da Previdência

Brasília Servidores têm até o dia 13 para aderir à Previdência complementar

Servidores têm até o dia 13 para aderir à Previdência complementar

União, estados e municípios devem implementar novo regime como adequação à Reforma da Previdência, aprovada em 2019

  • Brasília | Lucas Nanini, do R7, em Brasília

Previdência complementar deve ser implementada até 13/11

Previdência complementar deve ser implementada até 13/11

Marcello Casal Jr./Agência Brasil

União, estados e municípios têm até o próximo dia 13 de novembro para oferecer plano de Previdência complementar aos servidores públicos. A medida é uma adequação à Reforma da Previdência, aprovada em 2019.

O cumprimento da norma será critério para a emissão do Certificado de Regularidade Previdenciária (CRP). Os entes federativos que não implementarem a Previdência complementar ficarão em situação irregular e poderão ser impedidos de receber transferências voluntárias da União ou de realizar empréstimos e financiamentos do governo federal.

Diversos municípios já aprovaram suas leis de Previdência complementar. Segundo a Secretaria de Previdência, do Ministério do Trabalho, 58% dos servidores públicos do país já possuíam Regime de Previdência Complementar (RPC) até setembro último.

A pasta disponibiliza um material sobre o RPC em seu site, a fim de auxiliar os gestores na adesão à nova lei. O Guia da Previdência Complementar para Entes Federativos pode ser acessado gratuitamente neste link.

A Subsecretaria de Previdência Complementar mantém um painel com um relatório que informa o estágio atual de implantação do RPC pelos entes. O material é atualizado periodicamente e pode ser acessado por meio deste link.

Últimas