STF

Brasília STF marca julgamento de pedido de liberdade de Zé Trovão

STF marca julgamento de pedido de liberdade de Zé Trovão

Defesa do caminhoneiro pede que ele possa cumprir prisão domiciliar, com o uso de tornozeleira eletrônica

  • Brasília | Renato Souza, do R7, em Brasília

O caminhoneiro Marcos Antônio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão

O caminhoneiro Marcos Antônio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão

Instagram/Reprodução

O STF (Supremo Tribunal Federal) marcou para a próxima semana o início do julgamento de um habeas corpus apresentado pelo caminhoneiro Marcos Antônio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão. O caso será analisado no plenário virtual da Corte entre os dias 3 e 13 de dezembro.

A defesa do caminhoneiro pede que ele seja autorizado a cumprir prisão domiciliar. Ele foi detido em razão de supostas ameaças ao STF e a ministros da Corte. Os advogados pedem ainda que ele tenha a detenção substituída por medidas cautelares diversas da prisão, como o uso de tornozeleira eletrônica.

Zé Trovão entregou-se à Polícia Federal em Joinville (SC), em 26 de outubro. Ele estava foragido desde 3 de setembro e teria ido ao México antes de se apresentar às autoridades. Em vídeos publicados nas redes sociais, ele fez ataques ao Supremo. Em um deles, defende a "exoneração dos 11 ministros do STF".

A prisão foi determinada pelo ministro Alexandre de Moraes. Entre outras medidas, o magistrado proibiu a presença do caminhoneiro na Esplanada dos Ministérios, em Brasília (DF), e o contato com outros investigados.

Últimas