Brasília Trento viajou aos EUA no mesmo período em que Flávio Bolsonaro

Trento viajou aos EUA no mesmo período em que Flávio Bolsonaro

Flávio viajou em comitiva do Senado em que estava também o ministro do Turismo, Gilson Machado, na época presidente da Embratur

  • Brasília | Sarah Teófilo, do R7, em Brasília

Senador Eduardo Girão levantou a informação

Senador Eduardo Girão levantou a informação

Pedro França/Agência Senado - 23.09.2021

Em sessão da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19, nesta quinta-feira (23), foi revelado que o diretor da Precisa Medicamentos Danilo Trento viajou para Las Vegas entre 23 e 27 de janeiro do ano passado, mesmo período em que uma comitiva do Senado também esteve no local. Entre os integrantes do grupo do Senado estava o senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ), que requisitou a viagem. A informação foi levada pelo senador Eduardo Girão (Podemos-CE) durante sessão da CPI, que ouve Trento.

Segundo documento entregue por ele e lido pelo vice-presidente da CPI, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), a viagem de Flávio foi autorizada pelo então presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e usou dinheiro público. Também estava na comitiva o ministro do Turismo, Gilson Machado, na época presidente da Embratur (Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo). O R7 apurou que estava presente também o senador Irajá (PSD-TO).

Em requerimento apresentado em dezembro de 2019, Flávio pede "autorização para desempenho de missão parlamentar, a fim de acompanhar a comitiva da Embratur em reuniões institucionais com o Carnival Group e a Royal Caribbean Internacional, em Miami, e com o Presidente e CEO do Las Vegas Sand Coorporation, Sheldon Adelson, em Las Vegas, nos Estados Unidos". O pedido é para uma viagem entre os dias 18 e 24 de janeiro. 

Questionado pelo senador Humberto Costa (PT-PE), Danilo Trento apenas confirmou que já viajou a Las Vegas, mas disse que não se lembrava da data e por isso permaneceria em silêncio. Perguntado se estava acompanhado com alguém, disse que usaria o direito de permanecer em silêncio. Quando questionado se algum senador estava com ele, repetiu que usaria o direito de permanecer em silêncio. O referido direito foi concedido em habeas corpus para que ele não se incrimine.

"A minha avaliação e as informações que eu tenho são de que o senhor Danilo Trento foi tratar de um assunto em que tem muita gente interessada nesse governo, que é trazer a jogatina americana aqui para o Brasil; trazer cassino, trazer essa jogatina toda aqui para o Brasil, porque é uma forma boa de fazer lavagem de dinheiro, de sonegar imposto e de dar espaço para o crime organizado. A máfia americana de Las Vegas tomaria conta desse negócio grande, e as milícias que existem hoje continuariam tomando conta dos negócios pequenos, cobrando propina para alguém abrir, botar um espetinho para vender nas favelas e nos bairros pobres do Rio de Janeiro", afirmou Humberto.

A Precisa Medicamentos fechou um contrato com o Ministério da Saúde em fevereiro deste ano para venda de 20 milhões de doses da vacina indiana Covaxin, do laboratório Bharat Biotech, por R$ 1,6 bilhão. A empresa indiana cancelou acordo com a Precisa no decorrer das apurações da CPI. Posteriormente, o governo federal cancelou o contrato. A comissão suspeita que a empresa era beneficiada dentro do governo.

Em nota oficial, a assessoria do senador Flávio Bolsonaro criticou as suspeitas. "Alguns poucos senadores irresponsáveis da CPI, mais uma vez, distorcem fatos e criam narrativas para atacar o senador Flávio Bolsonaro e sua família. O senador nunca se reuniu com o Sr. Danilo Berndt Trento em Las Vegas, nem possui vínculo de qualquer espécie com o mesmo. O senador esteve na referida cidade em missão oficial e suas agendas estão publicadas no site do Senado Federal."

Últimas