STF

Brasília TSE recebe provas dos inquéritos das fake news que correm no STF

TSE recebe provas dos inquéritos das fake news que correm no STF

Corte avalia se a circulação de notícias falsas pode ter prejudicado a última campanha presidencial

  • Brasília | Renato Souza, do R7, em Brasília

Sede do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília (DF)

Sede do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília (DF)

Cláudio Marques/Futura Press/Estadão Conteúdo

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recebeu nesta quinta-feira (16) provas de dois inquéritos que tratam de fake news que correm no Supremo Tribunal Federal (STF) sob relatoria do ministro Alexandre de Moraes. O compartilhamento das informações foi solicitado pelo corregedor-geral da Justiça Eleitoral, ministro Luis Felipe Salomão.

Na corte eleitoral, correm ações de investigação eleitoral em relação à chapa do presidente Jair Bolsonaro, vencedora das eleições de 2018. O TSE avalia que os fatos estão correlacionados com a circulação de notícias falsas, que poderiam prejudicar a compreensão dos eleitores sobre a campanha do atual presidente e da chapa perdedora, liderada pelo ex-ministro Fernando Haddad.

De acordo com o Supremo, os "inquéritos investigam organização criminosa, de forte atuação digital, dotada de núcleo político, de produção, de publicação e de financiamento, cujas atividades teriam tido continuidade após as eleições de 2018 e se estendido durante a campanha de 2020 em diante".

O TSE investiga se ocorreu abuso de poder – o que, se confirmado, pode resultar em cassação da chapa e inelegibilidade dos envolvidos.

Últimas