Brasília Vacinas contra a Covid-19 para adolescentes acabam no DF

Vacinas contra a Covid-19 para adolescentes acabam no DF

Estoque está zerado, mesmo após entrega de novas remessas de doses da Pfizer/BioNTech

  • Brasília | Jéssica Moura, do R7, em Brasília

Apenas as doses já disponibilizadas nos postos serão aplicadas nos adolescentes

Apenas as doses já disponibilizadas nos postos serão aplicadas nos adolescentes

Patrick T. FALLON/AFP

O estoque de vacinas contra a Covid-19 da Pfizer/BioNTech destinadas à primeira aplicação em adolescentes está zerado na Rede de Frios do Distrito Federal. Esse quadro inviabiliza a continuidade da campanha para o grupo entre 12 e 18 anos. Restam apenas as doses que já foram distribuídas aos postos de saúde.

Nesta terça-feira (5), o Ministério da Saúde entregou à Secretaria de Saúde do DF 152,1 mil doses da fabricante. Com isso, o governo local decidiu antecipar a aplicação da segunda dose do público que deveria completar o esquema vacinal até 5 de novembro. Contudo, a nota técnica do ministério não indicava um quantitativo a ser destinado aos jovens.

Além disso, a Pfizer é o único fármaco usado para a aplicação da terceira dose em profissionais de saúde das redes pública e privada, idosos acima de 60 anos e imunossuprimidos.

Procurada, a Secretaria de Saúde informou que "segue rigorosamente as orientações do Plano Nacional de Operacionalização (PNO)" e que "as últimas vacinas recebidas não foram destinadas ao grupo dos adolescentes". Desse modo, "a vacinação continua até acabarem as doses que ainda restam em alguns pontos". 

No entanto, a pasta não soube informar em quais pontos de vacinação ainda há doses disponíveis aos adolescentes, que só podem receber imunizantes da Pfizer, pela liberação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Até agora, 72,23% dos jovens entre 12 e 17 anos receberam a primeira dose.

Últimas