CPI da Covid

Brasília Veja a versão final do relatório da Covid que será votada nesta terça

Veja a versão final do relatório da Covid que será votada nesta terça

Documento foi atualizado com novos pedidos de indiciamento, entre eles do governador do AM e do senador Luis Carlos Heinze

  • Brasília | Sarah Teófilo, Kelly Almeida e Isabella Macedo, do R7, em Brasília

Relatório final será votado nesta terça-feira (26) na CPI da Covid

Relatório final será votado nesta terça-feira (26) na CPI da Covid

Adriano Machado/Reuters - 20.10.2021

A última versão do relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 tem 1.289 páginas. O documento foi atualizado nesta terça-feira (26) com 13 novos pedidos de indiciamento. Pela manhã, dez novos nomes estavam no material, além dos 66 apresentados na semana passada. Mas, durante a sessão, outros três nomes foram incluídos pelo relator Renan Calheiros (MDB-AL), são eles: Wilson Lima, governador do Amazonas, Marcellus Campêlo, ex-secretário de Saúde do estado, e Luis Carlos Heinze, senador integrante da CPI. Essa é a versão que será votada pelos parlamentares. 

LEIA A VERSÃO FINAL DO RELATÓRIO AQUI

Agora, o número total de pedidos de indiciamentos chega a 81, com 79 pessoas e duas empresas. O documento, elaborado por Calheiros, sofreu algumas alterações desde a semana passada, quando o senador fez a leitura. Até então, o relatório tinha 1.180 páginas e pedia o indiciamento de 66 pessoas e duas empresas. O texto, no entanto, passou por alterações após reunião dos senadores na noite desta segunda-feira (25).

O documento é o compilado de tudo o que foi apurado nos quase seis meses de reuniões, desde a abertura dos trabalhos, em 27 de abril deste ano. Nele estão sugestões de indiciamento e pedidos de investigação. A partir do relatório, órgãos fiscalizadores serão acionados para dar continuidade às investigações. 

VEJA ABAIXO VÍDEO COM AS TRETAS DA CPI

Últimas